RespirAR trata jovem com sequelas de tuberculose e promove saúde física e mental

Na segunda etapa do tratamento a praticante de jiu-jitsu, Claudiny Lima se prepara para retornar aos tatames
Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTOS: Mauro Neto/Sedel

O esporte pode ser uma ferramenta de transformação. Claudiny Lima, paciente do Programa RespirAR, em tratamento de sequelas de tuberculose, sonha em voltar a praticar jiu-jitsu. Acompanhada por profissionais de fisioterapia e de educação física, a jovem está na última fase do tratamento e se prepara para retornar aos treinos.

“Eu não tinha vontade de comer, nem de levantar da cama, não conseguia dormir. Agora já consigo fazer minhas atividades sem ficar cansada, voltei a dormir bem e estou muito animada para voltar a minha rotina. Só tenho a agradecer a todos os profissionais do RespirAR e ao governador Wilson Lima por ter criado esse programa”, disse Claudiny Lima.

Praticante de jiu-jitsu desde 2019, Claudiny Lima de 26 anos de idade, começou a sentir dificuldades nos treinos, quando foi diagnosticada com tuberculose, em 2022. Longe de suas atividades há mais de um ano devido às sequelas da doença, ela procurou os serviços do programa RespirAR, do Governo do Amazonas, coordenado pela Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel).

Atualmente na segunda etapa do tratamento, Claudiny tem respondido muito bem à atividade física. “Estamos realizando com ela um trabalho de fortalecimento muscular e resistência, a previsão é que em dois meses ela esteja apta a voltar para suas atividades, inclusive a treinar jiu-jitsu “, explicou Rosa Ângela Vargas, profissional de educação física na unidade do RespirAR da Vila Olímpica de Manaus.

Os benefícios da atividade física

A psicóloga do RespirAR Themis Eliza Cordeiro, destaca que uma pessoa ao realizar atividade física o corpo é estimulado a produzir naturalmente mais serotonina e endorfina, ela explica a importância desses hormônios principalmente para saúde mental dos jovens.

“Ao praticar atividade física o organismo produz os hormônios responsáveis em ativar os neurotransmissores que causam a sensação de bem-estar que ajudam a diminuir os sintomas de ansiedade, depressão e estresse. Por isso é muito importante realizar exercícios físicos regulamente”, explicou Themis Eliza, profissional que atua na área de atendimento clínico psicológico na Vila Olímpica de Manaus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os adultos façam entre 150 e 300 minutos por semana, e para crianças e adolescentes 60 minutos de prática por dia. Além de promover a saúde física, a prática esportiva ajuda na disciplina, aumenta a autoconfiança, melhora a concentração e ensina o jovem a exercer a liderança entre tantos outros benefícios.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS