Presidente da Câmara repudia aumento da tarifa de energia elétrica no AM

Facebook
Twitter
WhatsApp

Após a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a empresa Eletrobras Amazonas Energia, aumentar, no Amazonas, a tarifa de energia elétrica residencial em 38,8%, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), usou a tribuna da Casa, na manhã desta quarta-feira (28), para repudiar tal decisão. Segundo o parlamentar, o reajuste é devido “à falta de planejamento estratégico do Governo Federal”.

WILKER-BARRETO-PHS

Presidente da Câmara, vereador Wilker Barreto (PHS), diz que na somatória já são 50% de reajuste concedido – FOTO: Tiago Corrêa

“Fico assombrado com os 38,8%, quase 40%, do reajuste da energia elétrica. Fazendo um somatório de reajustes, eu fiquei assustado com mais de 50% em menos de um ano. Com mais esse agora, tomei a convicção que a meta do Governo Federal é 100%. E, acreditem, eles vão buscar até o fim do ano esses 100%. Como vamos organizar a economia de um país, onde a energia elétrica é um insumo tão importante, beirando os 100% de reajuste em um ano”, acusou Barreto.

Ele apontou, ainda, que o anúncio da desoneração da tarifa – feita pelo Governo Federal há mais de dois anos — foi um ato sem planejamento e de cunho eleitoral.  “E, reavivando a memória, eu me lembrei, a causa disso, que daquele gesto da presidente, quando lá atrás, de forma irresponsável, se passou a imagem desonerar a tarifa, que não tinha planejamento nenhum, era uma jogada eleitoral”, pontuou, ao mencionar, também, que quem sofrerá mais com esse reajuste serão as classes sociais média, C e D.

Barreto pediu que o Ministério Público Federal, em conjunto com a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, e demais órgãos façam, mais uma vez, uma intervenção, como foi feito no caso das bandeiras tarifárias. “Faço um apelo ao Ministério Público Federal para interpelar mais uma vez, para que os amazonenses não paguem essa conta, porque não podemos outra vez ser penalizados pelas irresponsabilidades dos outros. Com o aumento da tarifa, toda uma cadeia produtiva será afetada”, concluiu.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS