Prefeito enfatiza público histórico com 420 mil pessoas no #SouManaus e mais de R$ 21 milhões movimentados no festival

Facebook
Twitter
WhatsApp
Fotos – Phil Limma / Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, realizou, na manhã desta sexta-feira, 8/9, um balanço geral da edição 2023 do #SouManaus Passo a Paço, o maior festival de artes integradas do Norte do Brasil, que aconteceu de 5 a 7/9, no centro histórico, e que reuniu 420 mil pessoas. O gestor destaca que o evento ficou marcado, além dos grandes shows, pelos números significativos como o aumento de 70% da ocupação da rede hoteleira e mais de R$ 21 milhões gerados com o consumo durante o festival.

“O evento, ele se propõe a resgatar o Centro Histórico de Manaus e a edição deste ano cumpriu com o seu dever. Mais de 420 mil pessoas estiveram presentes onde a cidade nasceu. E agora ele tomou uma proporção maior. Foram mais de 1.200 publicações positivas só do evento (na mídia em geral), sendo 96% positivas. O #SouManaus saiu na rede nacional, em sites internacionais, o próprio David Guetta postando. Isso mostrou a capacidade que nós temos. Toda a estrutura que foi criada, de primeiro mundo, nos faz prospectar dias melhores”, afirmou Almeida.

Organizado dentro de um perímetro de 44 mil metros quadrados, o #SouManaus 2023 foi um sucesso desde o seu planejamento, uma vez que não foi registrado nenhum caso de roubo, furto ou confusões. Todo o perímetro foi monitorado por mais de cem câmeras inteligentes posicionadas estrategicamente pelo Centro de Cooperação da Cidade (CCC), e contou com mais de 1.200 seguranças, coordenados pela Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg).

O chefe do Executivo municipal fez questão de ressaltar que a realização do festival deste ano custou menos aos cofres públicos do que o organizado em 2022, não chegando a 50% do valor separado no orçamento anual de acordo com a Lei Orçamentária Anual (LOA).

“Lembrando que o evento teve o custo de R$ 28 milhões, dos quais R$ 22 milhões foram da iniciativa privada, entre apoios e patrocínios. Somente R$ 6 milhões foram investidos pela prefeitura, valor muito menor do que do ano passado, quando foram aplicados R$ 18 milhões dos cofres públicos. Em virtude dos apoios e patrocinadores, gastamos menos da metade do orçamento. Isso é muito importante”, afirmou David.

Fotos – Phil Limma / Semcom

Meio ambiente

Fazendo valer a bandeira da sustentabilidade, foram recolhidas 240 mil garrafas PETs e arrecadadas ao menos 76 toneladas de alimentos não perecíveis (números da última parcial, volume que será atualizado nos próximos dias) e que serão distribuídos já nas próximas semanas.

Continuar crescendo

Questionado sobre o que será modificado para a edição de 2024, David Almeida anunciou que o festival será ainda maior, contando com uma grande atração internacional e mais atrações nacionais, além dos artistas locais e regionais.

“Ano que vem faremos um evento maior do que esse, nós vamos ter que trazer mais atrações internacionais, ao invés de uma. E eu tenho certeza que vamos conseguir dar à cidade de Manaus o que há de melhor também na cultura”, concluiu.

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultural, Turismo e Eventos (Manauscult), Osvaldo Cardoso, os grandes números do festival só comprovam que a Prefeitura de Manaus organizou o maior evento da história do Amazonas.

“Os números são muito generosos. São 420 mil pessoas nos três dias de evento, sendo que no ano passado nós tivemos 380 mil pessoas em quatro dias, o que significa acima de tudo que Manaus e a população aprovaram essa nova modelagem do #SouManaus, nos permitindo, acima de tudo, subir o sarrafo e entregar o maior evento da história do Amazonas”, afirmou Cardoso.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS