Prefeito David Almeida acompanha obra emergencial na avenida Atlântica, bairro da Raiz

Facebook
Twitter
WhatsApp
Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, acompanhado pelo titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Renato Júnior, fiscalizou, na manhã desta sexta-feira, 2/12, o segundo dia das obras emergenciais de recuperação em uma tubulação de drenagem profunda, que cedeu no trecho da avenida Atlântica, divisa com a avenida Costa e Silva, no bairro Raiz, na zona Sul. O prazo para a conclusão do serviço é de 10 dias.

O problema surgiu em decorrência da forte chuva que atingiu a capital amazonense na madrugada de quinta-feira, 1º. David Almeida explicou que desde o ano passado, vários pontos da cidade que estão em situações críticas passaram por obras estruturais. Porém, mesmo com esse trabalho preventivo, alguns pontos sofreram devido às tubulações serem antigas e não terem recebido manutenções nas últimas décadas.

“Começou o inverno. Nós estamos trabalhando e já realizamos algumas intervenções em igarapés que sempre davam problemas, como o do Passarinho, no Monte das Oliveiras, zona Norte, mas existem microbacias, como essa aqui do igarapé do Quarenta, com tubulações de mais de 40 anos. Estamos trocando por tubulações modernas, mais longevas, que duram 60, 70 anos. São tubulações que vão resolver definitivamente esse problema. Acredito que em até 10 dias, estejamos devolvendo esta via para trafegabilidade aqui da zona Sul da cidade de Manaus”, enfatizou Almeida.

Na avenida Atlântica, o problema foi ocasionado porque a tubulação foi instalada ainda na década de 80, e não suportou o volume das águas sob sua estrutura, ocasionando o afundamento de dois grandes trechos da via, deixando a área intrafegável.

Questionado sobre outros pontos da cidade, o prefeito de Manaus anunciou que o que for de responsabilidade da gestão municipal, será refeito e indenizações serão pagas.

“Os problemas que tivemos aqui com relação aos muros que caíram, nós vamos refazer e aquilo que for de responsabilidade da prefeitura, tendo o aval da Procuradoria Municipal do Estado (PGE-AM), a prefeitura não vai se furtar em poder indenizar os moradores”, afirmou.

 

Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

Áreas recuperadas

Com a chegada do inverno amazônico, o risco de deslizamentos e surgimento de crateras aumentam. O prefeito David Almeida destacou que, desde o início de sua gestão, vários pontos da cidade já foram recuperados e outras áreas estão recebendo ações. Ele citou que, se não tivesse ocorrido esse trabalho, tragédias poderiam ter acontecido devido às fortes chuvas desta quinta-feira.

“Temos várias áreas com problemas e a prefeitura já realizou 18 intervenções que, se não tivessem ocorrido, certamente com a chuva de ontem teriam acontecido algumas tragédias. Nós recuperamos áreas degradadas há muitos anos, há décadas, e a gente vai avançando. Nós temos nossas limitações orçamentárias e financeiras, mas aqueles pontos mais problemáticos, nós já tínhamos resolvido. Então, isso fez com que se minorassem esses problemas que nós estamos tendo na cidade de Manaus. Mesmo assim, são grandes problemas que nós temos e não nos esquivamos de resolver isso”, finalizou.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS