Por meio da Afeam, acesso ao crédito gera melhorias para feirantes da ADS e alavanca produção no Amazonas

A ADS disponibiliza uma equipe técnica para emitir a documentação exigida no processo de acesso ao crédito
Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTO: Ruth Jucá/ADS e Linconl Fontenelle/ADS

Os produtores rurais que atuam nas Feiras de Produtos Regionais da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) têm direito a acessar crédito junto à Agência de Fomento do Estado (Afeam), no valor de até R$ 21 mil. Desde o início do ano, a ADS recebeu mais de 50 solicitações de feirantes para emissão de declaração de comprovação da atividade, com destaque para Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), que teve o maior número de pedidos.

O benefício concedido pelo Governo do Amazonas tem a finalidade de custear aquisição de máquinas e equipamentos, móveis, utensílios e outros itens para aumento de produtividade com sustentabilidade, além de poder ser utilizado como capital de giro.

“Para facilitar o acesso ao crédito aos feirantes da capital e interior, a ADS disponibiliza uma equipe técnica para emitir a documentação exigida aos produtores e para orientar quanto ao cadastro na Afeam, desde a solicitação do benefício até a autorização da concessão do crédito”, disse a presidente da ADS, Michelle Bessa.

Disponível na modalidade presencial, em Manaus, e por meio dos técnicos da ADS e do Idam, no interior, o suporte prestado pelo sistema Sepror facilita a intermediação entre os feirantes e a Afeam, considerando que, muitas vezes, os agricultores não possuem acesso à internet.

Foi com as orientações dos servidores da ADS que a produtora rural Geisana Gomes de Souza procurou e teve a aprovação de um empréstimo no valor de R$ 5 mil. Ela mora no Ramal do Paulista, em Presidente Figueiredo, e aproveitou o crédito para alavancar as vendas na Feira de Produtos Regionais do município, onde atua como feirante comercializando sua produção de pimenta-de-cheiro, pepino, macaxeira, maxixe e quiabo.

“A gente usa esse dinheiro para comprar insumo, produzir e levar produtos para a feira e cada dia produzimos mais. Também conseguimos arar a terra, comprar insumos, usamos como investimento mesmo”, destacou a produtora que também adquire as embalagens que auxiliam no armazenamento dos alimentos, por meio do programa de doação onerosa da ADS.

O diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro, destaca que a importância da atividade para a economia do estado. “Os recursos aplicados, por meio da Afeam com apoio da ADS, buscam fomentar a modalidade, trazendo uma dinâmica para o comércio local. Sem falar que é uma alternativa para que o empreendedor, feirante tenha fôlego para manter os negócios em andamento dentro da normalidade, evitando a atuação da figura do ‘atravessador’ bem como o fortalecimento da agricultura familiar tanto na capital quanto no interior”, disse.

Das 50 solicitações de orientações recebidas pelos técnicos da ADS desde janeiro, 33 declarações já foram emitidas, sendo 16 provenientes de produtores de Presidente Figueiredo, 11 de Manaus, duas de Novo Airão, três de Tabatinga e uma de Iranduba.

Para solicitar orientações da equipe técnica da ADS, o feirante pode procurar a sede da instituição, localizada na Avenida Carlos Drummond de Andrade, bairro Japiim, 1º andar do prédio do Sistema Sepror. Para os produtores que atuam nas edições realizadas no interior, é preciso procurar o escritório local do Idam.

O crédito disponibilizado aos feirantes possui taxa de juros de 6,0% ao ano. Com o pagamento das parcelas em dia o cliente recebe um bônus de 25% de desconto sobre os juros, reduzindo para 4,5% ao ano.

Crédito ao produtor

Entre as políticas públicas de apoio ao agronegócio e à agricultura familiar executadas pelo Governo do Amazonas estão o crédito rural disponibilizado, prioritariamente, aos pequenos e médios produtores. Somente neste ano foram elaborados 104 projetos de financiamento pelo Idam junto à Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), totalizando um montante de R$ 3,2 milhões em investimentos.

Em abril, como parte do Plano Safra, foi lançado o Programa Afeam Agro, uma plataforma online de crédito rural que trará maior agilidade ao processo de elaboração, envio, análise e contratação das operações de crédito.

Outra ação que beneficia os produtores é a assinatura de um Protocolo de Intenções do Governo do Amazonas junto ao Banco da Amazônia (Basa). Com isso, foram disponibilizados R$ 1 bilhão em crédito para o setor produtivo amazonense, sendo R$ 820 milhões em fomento somente para o ano de 2023.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS