Poliomielite: Saúde do Amazonas reforça importância da vacinação contra doença

Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTO: Henrique Souza/Semsa

O Amazonas registrou, até o mês de novembro de 2022, 69,6% de cobertura vacinal contra a poliomielite nas crianças de até 2 anos de idade. Os dados foram consolidados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

A vacinação é a principal forma de prevenção contra a paralisia infantil e é disponibilizada nas unidades de saúde e inclusa no esquema vacinal infantil de rotina. Desde 2019, a média anual de cobertura apresenta redução e tem se distanciado do cenário ideal preconizado pelo Ministério da Saúde (MS), que é de 95%.

Conforme os dados do PNI, durante o período de janeiro a novembro de 2022, apenas quatro municípios do estado apresentaram cobertura vacinal além dos 95% recomendados pelo MS. São eles: Urucurituba, Careiro da Várzea, Itapiranga e Silves. Manaus e os demais municípios apresentam média abaixo da meta de cobertura.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, reforça a importância da vacinação contra a poliomielite para evitar a reintrodução do vírus no estado. “Com a adesão à vacinação, aumentaremos a nossa cobertura vacinal e alcançar a meta estipulada pelo MS”, destaca Tatyana.

Tatyana orienta que os pais e responsáveis procurem as unidades de saúde para levarem as crianças a serem imunizadas. “É muito importante que os pais e responsáveis procurem as unidades de saúde, para que as crianças sejam imunizadas contra a poliomielite, e assim crescer com melhor qualidade de vida”, acrescenta.

Risco de reintrodução

Para evitar a reintrodução da poliomielite no Amazonas, foi emitido um alerta aos profissionais, autoridades e gestores em saúde dos 62 municípios. As orientações estão na Nota Técnica conjunta nº 023/2022 – FVS-RCP/SES-AM, disponível em: https://bit.ly/3bjXfsb.

Prevenção e controle
A vacinação é a principal medida de prevenção da poliomielite, doença infectocontagiosa causada por um vírus que vive no intestino, o Poliovírus.

O esquema vacinal consiste na administração de três doses de vacina inativada poliomielite (VIP), aos 2, 4 e 6 meses de idade, com intervalo de 60 dias entre as doses.

O intervalo mínimo entre as doses é de 30 dias. Devem ainda ser administradas duas doses de reforço, a primeira aos 15 meses e a segunda aos 4 anos de idade.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS