Ministro da Justiça determina que PF investigue institutos de pesquisa

Facebook
Twitter
WhatsApp
Foto: Agência Brasil

 

Nesta terça-feira (04.09), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, encaminhou  à PF (Polícia Federal) pedido de abertura de inquérito sobre a atuação dos institutos de pesquisas eleitorais.

O ministro anunciou pela redes sociais, a abertura do inquérito, e questiona as sondagens dos institutos. 

“Acabo de encaminhar à PF pedido de abertura de inquérito sobre a atuação dos institutos de pesquisas eleitorais. Esse pedido atende à representação recebida no Ministério de Justiça e Segurança Pública que apontou ‘condutas que, em tese, caracterizam a prática de crimes perpetrados’ por alguns institutos”,  postou Torres.

Em entrevista a Record TV, Torres  disse que os resultados foram muito discrepantes, números que destoaram muito da realidade, do resultado final da eleição.

“É uma dúvida que a população brasileira tem. Tem sido muito questionado a metodologia dos institutos de pesquisa. Então, por precaução e até para apurar se houve alguma conduta criminosa nesse resultado por parte de alguma dessas empresas, nós determinamos a instalação do inquérito pela Polícia Federal”, afirmou Torres

O ministro afirmou que  os institutos de pesquisa podem ter incorrido em divulgação fraudulenta de pesquisa eleitoral, crime previsto na lei das eleições. “É um crime que, em tese, induz as pessoas a tomar a sua decisão. Fere o direito constitucional do voto, da livre decisão do cidadão. Então, é extremamente importante a apuração para evitar esse tipo de conduta. Se realmente houve, precisa ser investigado e precisa ser punido.”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS