Fundação Hospital Adriano Jorge intensifica atendimento de pessoas que precisam de fisioterapia

Unidade atende pessoas, via Sisreg, que buscam tratamento de doenças como lúpus e fibromialgia
Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTOS: Daniel Jordano/FHAJ

A Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), realizou 42.051 mil procedimentos fisioterapêuticos feitos em pacientes entre janeiro e abril deste ano. Dentre os procedimentos oferecidos pela FHAJ estão a hidroterapia em piscina aquecida (adulto), fisioterapia ortopédica e traumatologia (adulto e infantil), fisioterapia neurologia (adulto e infantil), e fisioterapia para a articulação temporo mandibular – ATM (movimento de abrir e fechar a boca).

O diretor-presidente da unidade, médico Ayllon Menezes de Oliveira, afirma que esse serviço tem papel fundamental na recuperação de pacientes.

“É no setor de fisioterapia que nossos pacientes têm a possibilidade de recuperação plena. Muitas pessoas que foram submetidas às cirurgias ortopédicas, precisam desse acompanhamento. A hidroterapia, por exemplo, é fundamental para a recuperação de movimentos. Todo esse trabalho realizado pelos profissionais da Fundação Hospital Adriano Jorge, que conta com o apoio da Secretaria de Saúde e Governo do Estado, tem só um objetivo: melhorar a qualidade de vida dessas pessoas que precisam do SUS para ter acesso a esse serviço”, destacou.

A hidroterapia para adultos oferecida pela FHAJ possibilita o atendimento de pessoas com fibromialgia (doença reumatológica que afeta a musculatura causando dor) e lúpus (doença inflamatória autoimune, que pode afetar múltiplos órgãos e tecidos, como pele, articulações, rins e cérebro). A FHAJ realiza também tratamento com luz infravermelha que auxilia que no alívio de dores no caso de lombalgia (dor na região mais baixa da coluna perto da bacia), por exemplo.

A Fundação também faz o atendimento em caso de pessoas com sequelas de AVC e outras doenças neurológicas, como explicou a gerente de fisioterapia da FHAJ, Rúbia Espírito Santo.

“Atuamos para devolver a capacidade funcional do paciente caso ele tenha ficado com alguma restrição devido ao procedimento cirúrgico. Atendemos também patologias neurológicas que, em algumas situações, infelizmente as sequelas não são reversíveis. Nesses casos, fazemos um tratamento para melhorar a funcionalidade e o nível de independência para evitar a progressão da doença”, declarou.

Qualidade de vida

O pequeno Caio Victor, 4, foi encaminhado para fazer fisioterapia na FHAJ. A mãe dele, a dona de casa Brenda Feitosa, 22, relata a melhora após o início do tratamento.

“Ele melhorou ou bastante. 100%. Ele não mexia o quadril nem as pernas. Agora ele já anda se segurando, mas anda. Tudo por conta da fisioterapia aqui”, relatou.

A unidade

O Hospital Adriano Jorge, que existe desde 1953, atende pacientes da rede pública de saúde com 22 especialidades clínicas e cirúrgicas, que vão desde clínica geral até procedimentos complexos de cabeça e pescoço. Com 196 leitos ativos, o hospital também faz cirurgias ortopédicas, principalmente de vítimas de acidentes de trânsito.

A Fundação realiza cirurgias eletivas, que são os procedimentos cirúrgicos programados via Sistema Nacional de Regulação (Sisreg). Neste caso, os procedimentos cirúrgicos são realizados quando os pacientes são enviados de outros hospitais e SPAs.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS