‘Faça Bonito’: tipos de bullying e abuso sexual são temas de atividades da Sejusc em escola pública estadual

Mais de 400 alunos participaram da palestra e dinâmicas de grupo
Facebook
Twitter
WhatsApp
Fotos: Lincoln Ferreira/Sejusc

A Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) está reforçando as atividades em combate ao abuso e exploração sexual infantojuvenil e, junto ao Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar (Nise), também vem abordando os tipos de bullying e suas consequências. Na terça (09/05), as ações se concentraram no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa, na zona leste de Manaus.

 

A equipe da Secretaria Executiva de Direitos das Crianças e Adolescentes (Sedca) desenvolveu dinâmicas, palestras e apresentaram curtas sobre os temas. A ação contou com a participação de aproximadamente 410 estudantes do Ensino Fundamental, entre eles a Ana Luiza Silva, de 14 anos, que compartilhou o que aprendeu.

 

“Hoje eu entendi que a exploração pode ocorrer de forma psicológica, física e até mesmo virtual, e que existem pessoas que podem ajudar a gente a denunciar e se defender desses abusos “, explicou a estudante.

Fotos: Lincoln Ferreira/Sejusc

Os técnicos buscam apresentar os conteúdos com leveza e dinamismo, para envolver os alunos e garantir que estejam dando a devida atenção. Rodrigo Ballesteros, advogado que atua na Sedca, foi um dos palestrantes. Ele ressaltou a importância de aproximar o tema da comunidade escolar.

 

“É de fundamental importância que todos participem dessa causa, nas escolas, nas famílias e em todos os lugares. A Sejusc tem o papel de envolver todos, transmitir conhecimento dos direitos e lembrar que a criança e o adolescente tem a legislação para amparar e proteger”, frisa Ballesteros.

 

Faça Bonito

 

A Lei Federal 9.970/00 estabeleceu o dia 18 de maio como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, em referência à Araceli Crespo, que teve seus direitos humanos violados e foi assassinada aos 8 anos. A data, em homenagem a Araceli, tem como objetivo ampliar a conscientização sobre o combate à exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes.

 

Andreza Souza, secretária executiva adjunta da (Sedca), é responsável pelas atividades nas escolas e destaca que os temas podem estar ligados, por isso o calendário de ações prevê que tanto o bullying quanto o abuso sexual sejam abordados constantemente.

 

“As atividades estão voltadas ao público infantil e adolescente, onde o foco é informar o que é violência sexual, como ela acontece, quais direitos a criança tem e que ela tem a quem recorrer, caso seja vítima.  Reforçamos a programação neste mês por causa da campanha, principalmente nas escolas, que é um lugar que deve ser promovido a paz e a conscientização”, observa Andreza.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS