Efeitos secundários são mais acentuados na segunda dose da vacina contra a Covid-19

 

Após a receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19, há vários relatos de febre, calafrios, náusea, dor de cabeça e no braço e outros incômodos de efeitos colaterais bastantes perceptíveis. No entanto, médicos cientistas e pesquisadores afirmam que apesar dos efeitos secundários serem mais intensos, na segunda dose da vacina, eles não são preocupantes.

Os efeitos colaterais acentuados são esperados na segunda dose, existe uma explicação lógica, pois são provas de que o sistema imunológico entra em ação preparando  uma resposta, e assim se fortalecendo para combater a infecção se o corpo entrar em contato  com o vírus.

Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com

Em entrevista a CNN Brasil o médico Peter Hotez, especialista em vacinologia e reitor da Escola de Medicina Tropical da Baylor College of Medicine fala sobre os efeitos colaterais mais comuns:  “O que temos visto são dor no braço, dores no corpo, às vezes fadiga e até febre baixa, sabemos por que isso acontece: a vacina é muito potente em induzir uma resposta imune, essa é uma das razões pelas quais estamos obtendo níveis tão altos de proteção contra a Covid-19“, afirma  o médico.

De acordo reportagem da Isto é Dinheiro, em estudo recente, um grupo de investigadores do King’s College de Londres concluiu que, apesar de os efeitos secundários da vacinação não serem preocupantes, eles são mais acentuados na segunda dose da vacina.

Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com

Michael Worobey, professor de biologia evolutiva da Universidade do Arizona em entrevista a CNN Brasil esclarece que é provável que a segunda dose da vacina tenha efeitos secundários mais fortes, pois traz consigo o impacto da primeira dose:

Com a primeira dose, você tem que gerar uma resposta imunológica a partir do zero, com a segunda dose, essas células estão esperando, como um exército de clones, e podem imediatamente começar a produzir uma resposta imune muito intensa, que é o que acontece quando as pessoas se sentem como se tivessem levado um golpe muito forte.”explicou Worobey.

De acordo com CDC, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, outro efeito colateral é a vermelhidão e o inchaço no local da injeção, os sintomas são sinais  da consolidação da defesa contra o covid-19, ou seja, o sistema imunológico está respondendo.

É importante receber as duas doses, sendo que a primeira preparar o corpo e, algumas semanas depois, uma segunda injeção precisa ser aplicada para aumentar a resposta imunológica do corpo.

Foto: Edson Piola/portaldoamazonas.com – Todos os direitos reservados

Todo o medicamento eficaz tem efeitos indesejados, lembrando que as vacinas são eficazes mesmo sem efeitos secundários. A reação sintomática dos efeitos colaterais após receber a vacina podem variar de uma pessoa para outra, não são efeitos graves porém são incômodos e em algumas pessoas são sentidos até durante uma semana.

Ilza Maia, empresária (52) recebeu a segunda dose e sentiu os efeitos secundários durante três dias: “ olha eu senti muitos sintomas somente nesta segunda dose, meu braço ficou inchado e vermelho, senti muito sono, fadiga e um pouco de dor de cabeça, já estou bem melhor.” disse Maia.

Pelas redes sociais a Fundação Osvaldo Cruz – Fiocruz-  orienta a população : A dúvida mais comum agora para quem está sendo vacinado com a Vacina Oxford-AstraZeneca, produzida no Brasil pela Fiocruz. : Repassa para quem você sabe que tomou nossa vacina.

https://www.facebook.com/oficialfiocruz/posts/4032807743444023

 

O Estado do Amazonas já aplicou 894.851 doses de vacina contra Covid- 19 até este domingo (02/05). As informações são da Fundação de Vigilância em Saúde ( FVS- AM). De acordo com o Ministério da Saúde, 43.132.505 doses da vacina já foram aplicadas. ( https://qsprod.saude.gov.br/extensions/DEMAS_C19Vacina/DEMAS_C19Vacina.html )

Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM), apontam que 894.851 doses foram aplicadas em todo o Estado do Amazonas até este domingo (02/05), sendo 608.563 de primeira dose e 286.288 de segunda dose. A informação está disponível no site da FVS-AM por meio do link: https://bit.ly/3nHbHMt.

O Ministério da Saúde monitora constantemente a segurança e a efetividade de todas as vacinas incorporadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com as vacinas covid-19, não é diferente. A efetividade e a segurança das vacinas também são monitoradas permanentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O órgão regulador brasileiro mantém a recomendação de continuidade da imunização com a vacina, que já recebeu registro definitivo no Brasil. Tanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) quanto a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) já emitiram parecer favorável em relação ao imunizante.

  • Com informações do Ministério da Saúde, Fundação de Vigilância em Saúde ( FVS- AM), Organização Mundial da Saúde (OMS), Fundação Osvaldo Cruz – Fiocruz – Isto é dinheiro e CNN Brasil.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close