Doce turismo: Boa Vista do Ramos é destino de produção de mel

O visitante pode conhecer o local de cultivo, extração, experimentar o mel e vivenciar a rotina das famílias no turismo de base comunitária
Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTOS: Janailton Falcão e Clovis Miranda/Amazonastur e Emerson Martins/Sepror

No Dia Mundial da Abelha, neste sábado (20/05), a Empresa Estadual do Amazonas (Amazonastur) apresenta a rota turística do mel, no município de Boa Vista do Ramos (a 271 quilômetros de Manaus). Doces, bebidas e cosméticos produzidos com a iguaria são especialidades do local conhecido como a cidade do mel e o destino mais doce do Amazonas.

 

O visitante pode conhecer todo o processo de extração, produção e armazenamento do produto nas comunidades de Boa Vista do Ramos. A rota encanta devido à sustentabilidade e contato com a natureza.

FOTOS: Janailton Falcão e Clovis Miranda/Amazonastur e Emerson Martins/Sepror

Destacado pelo aroma, coloração e pela leve acidez, o mel de Boa Vista do Ramos já possui delimitação territorial ao receber o selo de Indicação Geográfica (IG), que garante a procedência do produto e fortalece a comercialização com a identidade e valor do município.

 

Criadas por famílias locais, o município tem mais de 1.156 colônias de abelhas, que são agentes polinizadores das árvores e garantem equilíbrio ambiental. Boa Vista do Ramos é referência na criação de abelhas sem ferrão.

 

De julho a novembro, os meliponicultores realizam a extração de, aproximadamente, quatro toneladas de mel, que é utilizado desde alimentação até cosméticos. De acordo com o coordenador municipal de meliponicultura de Boa Vista do Ramos, Adalberto Guerreiro, cerca de 35 famílias, de quatro regiões do município, estão envolvidas no processo.

 

FOTOS: Janailton Falcão e Clovis Miranda/Amazonastur e Emerson Martins/Sepror

“O turista quando chega a Boa Vista do Ramos, pode procurar a nossa coordenação para realizar a rota. Temos transporte e realizamos um trajeto específico, onde as famílias são organizadas para receber o turista, que pode conhecer o local de cultivo, extração, experimentar o mel e vivenciar a rotina das famílias”, destacou.

 

De acordo com o turismólogo da Amazonastur em Boa Vista do Ramos, Ruan Gonzaga, a rota do mel atrai turistas durante o ano todo, fortalecendo a economia local, realizando também o turismo de Base Comunitária.

 

“A rota do mel de abelha sem ferrão, que é produzida nas comunidades locais, geram emprego e renda com o turismo de base comunitária. Além disso, essas famílias estão preparadas para recebê-los, tanto com a alimentação e hospedagem, gerando uma troca e fortalecimento cultural”, destacou.

 

Há 22 anos no município, a Cooperativa dos Criadores de Abelhas Indígenas da Amazônia (Coopmel) é modelo de desenvolvimento sustentável na região ao produzir mel a partir da exploração racional e sustentável de recursos naturais.

 

Para realizar a Rota do Mel, o interessado pode entrar em contato com a agência de viagem BVR Tour, pelo telefone: (92) 99198-5782.

 

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS