Deputados Roberto Cidade e Delegado Péricles apresentam proposta de criação da Medalha ‘Osvaldo Alves’

Facebook
Twitter
WhatsApp

Expoente nacional e internacional nas artes marciais, o mestre de jiu-jitsu, Osvaldo Alves, deve ser homenageado pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), com a Medalha de Artes Marciais “Osvaldo Alves”. De autoria conjunta do presidente da Casa, deputado estadual Roberto Cidade (UB) e do deputado Delegado Péricles (PL), o Projeto de Resolução nº 98/2022 visa reconhecer atletas e personalidades de destaque nas Artes Marciais e Esportes de Combate.

“O mestre Osvaldo nasceu no Acre, mas escolheu o Amazonas para firmar seus projetos e aqui ganhou projeção nacional. Ele descansou no dia 18 de julho deste ano e eu e o deputado Péricles tomamos a iniciativa dessa homenagem. Ele foi um grande incentivador das artes marciais, treinou grandes atletas do nosso País e foi exemplo para muitos praticantes do jiu-jitsu. Nosso objetivo é perpetuar o legado do grande atleta e mestre Osvaldo Alves, a enciclopédia da arte suave”, afirmou o deputado Cidade. 

Conforme o Projeto de Resolução, a Medalha de Artes Marciais “Osvaldo Alves” deve ser concedida em Sessão Solene, preferencialmente, no dia 18 de julho, como referência ao dia de falecimento do Mestre Osvaldo Alves. Os atletas e personalidades agraciados com a Medalha deverão ser escolhidos mediante consenso entre todos os parlamentares estaduais.

Biografia

Faixa-vermelha 9º Dan, Osvaldo Alves colecionou histórias marcantes. Iniciou nas artes marciais através do judô e migrou para o jiu-jítsu a partir do convite do grande mestre Carlos Gracie, da academia Gracie, no Rio de Janeiro, para que integrasse sua equipe de alunos.

A partir disso, concentrou seus esforços em aprender o melhor da técnica do jiu-jítsu e do judô. Ainda jovem, chegou a se mudar para o Japão, onde esteve por cinco anos para aperfeiçoar sua técnica nas duas artes marciais. No retorno ao Rio de Janeiro, Osvaldo Alves foi figura importantíssima na disseminação do jiu-jítsu da família Gracie, chegando a dar aulas na tradicional academia da família, localizada no Rio.

Anos depois, já com uma vasta experiência no jiu-jítsu, Osvaldo Alves desenvolveu sua própria academia – batizada de Academia Osvaldo Alves – e se consolidou como uma das principais figuras da história da arte suave. Ajudou a formar, ao longo dos anos, nomes como Rodrigo Minotauro, Vitor Belfort, Ronaldo Jacaré, Amaury Bitetti, Paulo Filho, Zé Mário Sperry, Carlos Gracie Junior, Bibiano Fernandes, João Roque, Fredson Paixão, Sérgio Penha, entre outros.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS