Conheça quatro comunidades indígenas abertas à visitação em Manaus

Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTOS: Janailton Falcão/Amazonastur

O Amazonas é terra da ancestralidade, crenças e tradições dos povos originários e, por ser o estado mais indígena do Brasil, concentra uma diversidade de comunidades abertas à visitação para a prática do etnoturismo. A dica para quem quer conhecer de perto a história e os costumes indígenas da região são quatro comunidades em Manaus que integram o Plano de Ordenamento Turístico da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur): Cipiá, Tatuyo, Diakuru e Tuyuka.

Situados na margem esquerda do Rio Negro, as quatro comunidades oferecem roteiros turísticos que envolvem um mergulho nas tradições e nos conhecimentos dos povos originários com contação de histórias e lendas, apresentação de danças e rituais, pinturas corporais e confecção de artesanatos que representam crenças e etnias.

Os visitantes podem ainda contemplar a diversa fauna e flora se aventurando em trilhas pela floresta e também se surpreender com a gastronomia, degustando ingredientes, frutas e formigas utilizados na culinária indígena.

Para os que buscam uma experiência imersiva, também há a opção de pernoitar nas comunidades Diakuru, Cipiá e Tatuyo. Alguns roteiros também oferecem momentos de introspecção e autoconhecimento por meio de rituais tradicionais das comunidades Tuyuka e Cipiá.

Localização

As comunidades Cipiá e Tatuyo ficam localizadas a 34 quilômetros da área urbana de Manaus, enquanto a Diakuru e Tuyuka estão a aproximadamente 25 quilômetros. O acesso às reservas ocorre a partir de Manaus, por via fluvial, num percurso de cerca de uma hora.

A travessia é feita por embarcações da Cooperativa dos Profissionais de Transporte Fluvial da Marina do Davi (Acamdaf), partindo da Marina do Davi, no Tarumã, de segunda a domingo, das 7h às 18h. Os contatos para agendamento são: (92) 99473-7977 e 3658-6159.

FOTOS: Janailton Falcão/Amazonastur

Além de agências de turismo credenciadas no site do Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), os passeios podem ser agendados diretamente pelos telefones:

Comunidade Indígena Diakuru

+55 92 99162-9276

Comunidade Indígena Tuyuka

+55 92 9476-2232

Instagram: @aldeiatuyuka

Comunidade Indígena Cipiá

+55 92 99118-4736

Instagram: @aldeia_cipia

E-mail: aldeiacipia.am@gmail.com

Comunidade Indígena Tatuyo

+55 92 98439-5341

Instagram: @tatuyos_oficial

Turismo consciente

Está pensando em turistar pelo Amazonas? Então seja um turista consciente e ajude a preservar as riquezas do estado. Ao realizar passeios, é recomendado que nunca toque nos animais, apenas os observe em seu habitat natural.

E, se curtir um adereço regional, certifique-se da procedência lícita dos produtos e lembre que o uso de penas de animais silvestres em adereços é ilegal. Vale também checar se os serviços e estabelecimentos comerciais possuem selo do Cadastur.

A Amazonastur sabe ainda que as pessoas são o bem mais precioso, e por isso, pede aos visitantes que ajudem a preservar também as crianças e adolescentes, denunciando casos de exploração sexual pelo Disque 100.

Seguindo todos esses passos, além de uma experiência inesquecível, o visitante contribui para um turismo saudável e seguro no Amazonas.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS