Com apoio do programa Agro Amazonas, produção do café no estado está em pleno crescimento

Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTO: Divulgação/Sepror

Incentivar as cadeias produtivas de forma sustentável é uma das metas do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Produção Rural (Sepror). Exemplo disso é a produção de café no estado, que saiu de 7 mil sacas, em 2018, para 75,3 mil, em 2022, segundo dados divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na última semana. O crescimento é fruto das ações do programa Agro Amazonas, lançado pelo governador Wilson Lima em 2020 e que vem ajudando a fortalecer a cultura do café no estado.

O Governo do Estado, por meio do Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), tem apoiado a cultura desde 2019, quando realizou a compra do primeiro lote de café clonal amazonense junto a uma empresa do Distrito Industrial, que vem comprando a produção e pagando preço justo aos produtores. O projeto se desenvolve na propriedade da Associação Solidariedade Amazonas (ASA), do município de Silves (a 204 quilômetros de Manaus).

“A minha função e da minha equipe é trabalhar para dar as condições necessárias a quem quer produzir e desenvolver o setor primário do Amazonas. E para isso nós estamos fazendo parcerias importantes como essa que temos com a Embrapa. A produção do café começa a dar excelentes resultados, fruto dessa parceria e do nosso apoio por meio de assistência técnica e mudas”, assinalou o governador Wilson Lima.

“Foi comprovado tecnicamente que era possível produzir café de excelente qualidade e alta produtividade no estado do Amazonas. O incentivo está sendo dado pelo Governo do Estado para quem quer investir na cadeia produtiva do café. Os dados técnicos de campo comprovam a expansão da cultura do café que tem viabilidade econômica e mercado garantido”, destacou o secretário Petrucio Magalhães Júnior, titular da Sepror.

FOTO: Divulgação/Sepror

Em 2021, a Sepror, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento (Ciama), conheceu o Campo Experimental do Cultivo do Café, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Rondônia, em Porto Velho. A visita foi um intercâmbio que serviu para mostrar o sistema de produção, para buscar atender aquele produtor que precisa de assistência técnica, além de impulsionar e incentivar o agronegócio.

No mesmo ano foi celebrado um termo de convênio com o município de Silves, para a aquisição de mudas de café tipo Conilon BRS Ouro Preto, por meio da ASA. O valor do termo de fomento foi de R$ 50 mil, beneficiando 407 produtores e agricultores familiares. Ao todo, 8 mil mudas foram adquiridas.

Em 2022, a Sepror programou a entrega de 1.500 kits da agricultura familiar contendo mudas de café. Cada kit contém 30 mudas, totalizando 45 mil mudas, divididas em seis tipos de café.

As entregas já foram realizadas nos municípios de Autazes, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Iranduba, Manacapuru, Novo Airão e Rio Preto da Eva, totalizando 265 kits destinados aos municípios. As entregas terão continuidade em 2023 em outras localidades.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS