Adaf inicia campanha de vacinação contra Febre Aftosa em 41 municípios do Amazonas

Facebook
Twitter
WhatsApp
FOTO: Divulgação/ Adaf

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) alerta os produtores dos 41 municípios onde a imunização do rebanho contra a Febre Aftosa ainda é obrigatória que iniciará, no próximo dia 15 de março, a vacinação de bovinos e bubalinos de todas as idades contra a doença. O procedimento seguirá até o dia 30 de abril e deverá ser notificado a um dos escritórios da Agência de Defesa ou através do atendimento remoto (92 99238-5568) até 15 de maio.

Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa) no Amazonas, Joelma Silva, a expectativa é que 538 mil animais recebam o imunizante e tenham a sanidade garantida.

“Vacinar o rebanho garante ao produtor a sanidade do seu rebanho. Desta forma, ganha o estado, que mantém seu status de território livre da doença e os consumidores, que podem usufruir de produtos com qualidade na mesa de suas famílias”, destacou.

FOTOS: Divulgação/ Adaf

Estão contemplados nesta fase da campanha os animais das cidades de Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tefé, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba.

Os produtores que descumprirem a vacinação obrigatória estarão sujeitos a multas de R$ 40 por animal, mais R$ 300 por propriedade. A vacinação do rebanho segue as diretrizes do Programa Nacional para Vigilância da Febre Aftosa (Pnefa), que tem como objetivo principal criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da febre aftosa e, ainda, ampliar as zonas livres de febre aftosa sem vacinação, protegendo o patrimônio pecuário nacional e gerando o máximo de benefícios aos atores envolvidos e à sociedade brasileira.

Aquisição

Os produtores podem adquirir as vacinas junto ao Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) ou em uma das casas agropecuárias cadastradas junto à Adaf e divulgadas no site da autarquia.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Telegram
Print

MATÉRIAS RELACIONADAS

AMAZONAS

TCE - EM PAUTA

MANAUS

ASSEMBLEIA EM PAUTA

CÂMARA EM PAUTA

SÉRIE O AMAZONAS