Wilson Lima inaugura nova Estação de Tratamento de Água em Benjamin Constant

A inauguração resolve o problema deixado por gestões passadas há mais de 50 anos

O governador Wilson Lima inaugurou, nesta quarta-feira (29/06), a nova Estação de Tratamento de Água (ETA) do município de Benjamin Constant (a 1.121 quilômetros de Manaus). A inauguração é um marco histórico para a cidade e resolve um problema deixado por gestões passadas há mais de 50 anos. Agora, a população vai receber água potável de qualidade.

De acordo com o governador Wilson Lima, a estação traz saúde e dignidade a moradores que esperam por água potável há décadas.

“Hoje, mais de 90% da sede do município de Benjamin Constant está abastecida com água, e água de qualidade, água boa, trazendo economicidade também porque na antiga estação de tratamento havia um consumo muito grande. Nós consumimos aqui nessa nova estação 30% de produtos químicos que eram consumidos na antiga estação. Então isso é dar respeito, é trazer dignidade para as pessoas”, disse o governador.

A inauguração contou com a presença do prefeito de Benjamin Constant, David Bermerguy, e do diretor-presidente da Cosama, Armando do Valle.

A Cosama investiu no complexo da Estação de Tratamento de Água (ETA); reforma da área técnica; reforma e adequação da casa de química; reforma da estação de bombeamento e manutenção de prevenção das bombas; reforma da sala de operadores; e reforma e ampliação do laboratório de melhorias no sistema de captação superficial de água.

FOTOS: Antônio Lima/Secom

Tratamento

Com as melhorias na ETA, antes de chegar às residências, a água passa por um processo de tratamento mais adequado que inclui a aplicação de hipoclorito de cálcio, um agente químico que faz a desinfecção da água e a eliminação de micro-organismos patogênicos.

A nova estação irá beneficiar famílias como a da dona de casa Sheila Priscila, de 37 anos. Moradora do bairro Coimbrã há 22 anos, ela afirma que nunca houve água potável para a população local.

“A água era encanada, mas só era lama. A gente tinha que usar o hipoclorito e fazer todo aquele processo de coar para a gente poder beber água. Era comum uma dor de barriga. Às vezes (dava) coceira também no corpo da gente. Agora está 100%, pela iniciativa do governo por nós”, disse.

Rede de distribuição

As ações realizadas são de extensão da rede de água, de 7,6 quilômetros, nos bairros que há anos não recebem água encanada, e instalação de um reservatório de 126 metros cúbicos (m³). A ação inicialmente irá beneficiar aproximadamente 3 mil pessoas.

Related Articles

Check Also

Close
Close