Venda ao Real faz lucro do São Paulo passar de R$ 40 milhões com Militão.

A venda do defensor Eder Militão do Porto ao Real Madrid, confirmada hoje de manhã pelo clube espanhol, fará o São Paulo receber mais 5,8 milhões de euros (aproximadamente R$ 25 milhões) pelo jogador formado em suas categorias de base. Além do mecanismo de solidariedade da Fifa, os brasileiros ainda detinham 10% de uma negociação futura no acordo de julho do ano passado com os portugueses. Ao todo, o lucro tricolor com sua promessa chega a números próximos de R$ 43 milhões.

Militão defendeu o São Paulo entre 13 e 20 anos de idade, das categorias de base ao time principal, pelo qual realizou 57 partidas e marcou quatro gols. Apesar de não ter conquistado títulos, ele ficou marcado pelo bom desempenho no Campeonato Brasileiro de 2017, quando o São Paulo se salvou do rebaixamento, e também por ter sido lançado como profissional pelo ídolo Rogério Ceni em sua passagem como treinador. Após desavenças no processo de renovação contratual, o jogador que atuou em três posições (lateral, zagueiro e volante) no São Paulo foi negociado com o Porto em 2017 por 4 milhões de euros (R$ 18 milhões, na cotação da época).

No contrato, o São Paulo acertou que permaneceria com 10% de uma eventual negociação futura, e foi o que aconteceu na venda ao Real Madrid após menos de um ano: os brasileiros receberão 4,5 milhões de euros (R$ 19,4 milhões) – o clube português descontará comissão e pagará 10% sobre 4,5 milhões de euros, e não 5 milhões de euros. Os outros 3% são pelo mecanismo de solidariedade, o equivalente a 1,3 milhão de euro (R$ 5,6 milhões). Somando primeira venda, negociação futura e mecanismo da Fifa, são 9,8 milhões de euros (R$ 43,1 milhões).

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Close