Tradicional caminhada em prol da conscientização étnica racial ganha edição virtual

Evento acontece nesta sexta-feira (20/11), às 14h, por meio das redes sociais da Associação de Capoeira Arte Revelação

A tradicional Caminhada de Conscientização Étnica Racial chega a sua 10ª edição. Desta vez, de forma virtual, a atividade visa sensibilizar a população quanto às discussões sobre racismo estrutural e preconceito. O evento acontece nesta sexta-feira (20/11), a partir das 14h, por meio das redes sociais da Associação de Capoeira Arte Revelação, organizadora da ação, juntamente com apoio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto.

Como parte de uma programação especial em alusão ao Dia da Consciência Negra, a 10ª edição da Caminhada tem como tema “10 anos de resistência” e traz em sua programação rodas de conversas sobre temas ligados a capoeira, racismo estrutural e resistência negra, além de atrações culturais como o grupo de maracatu Eco da Sapopema, a Slammer Halaise Asaf e Mestre KK Bonates, dentre outras.

“Nosso principal objetivo é sensibilizar jovens, crianças e a comunidade em geral, para despertarem no que tange à contribuição da cultura negra e na construção desses dez anos de resistência da cultura afro-brasileira, que está enraizada no cotidiano do brasileiro, mas que não é identificada, e muitos não se sentem parte dessa descendência, chegando à origem do preconceito, negando a cultura negra”, explicou o presidente da Associação de Capoeira Arte Revelação, Ney Valente.

Ainda conforme Ney, com a pandemia, houve a necessidade de rever o formato presencial: “Nós buscamos nos qualificar para continuar realizando nosso trabalho com outras metodologias, e o melhor de tudo isso é que a live deve ficar salva para que outras pessoas possam ter acesso a todos os conteúdos que foram debatidos na nossa atividade”, acrescentou.

De acordo com o representante da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Ciro Dantas, o Dia da Consciência Negra, na rede estadual, incorpora um calendário anual com diversas atividades e, neste ano, é aguardado um maior número de participantes.

“A minha expectativa é que a gente consiga alcançar um grande número de pessoas e, assim, tratar a diversidade com um público significativo, quem sabe até muito maior que o da Caminhada, principalmente a relação a professores da Educação Básica, ter pessoas do movimento social participando e, até mesmo, de fora do estado”, destacou.

Para acompanhar a programação, basta acessar as redes sociais Associação de Capoeira Arte Revelação, por meio dos links: https://www.facebook.com/ArteRevelacaoGcar e https://www.instagram.com/arte_revelacao/.

Sobre a data – O Dia da Consciência Negra foi instituído pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011. A data marca a morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, o maior quilombo da época do período colonial no País.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close