TCE-AM obtém bom desempenho em ferramenta de medição implementada pela Atricon

Após dois dias de implementação da ferramenta “Aprimore”, a Comissão Central da Associação dos Tribunais de Contas (Atricon), composta por oito membros de diferentes Tribunais de Contas de estados brasileiros, encerrou a visita técnica feita ao Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM). A equipe do TCE-AM obteve resultados satisfatórios com a implementação do software.

“Ficamos bastante agradecidos com a visita dos nobres companheiros da Atricon, que sempre serão bem recebidos no nosso Tribunal de Contas. Sem dúvidas a implementação do novo software servirá com mais um braço para que, por meio da avaliação de desempenho, agora facilitada, possamos buscar sempre melhorias para a nossa Corte de Contas”, destacou o conselheiro Mario de Mello.

De acordo com o diretor de Contratos e Licitações do TCE-AM, Edirley Oliveira, a visita da Atricon comprovou o preparo da Corte de Contas amazonense para receber as auditorias do órgão.
“O objetivo foi 100% alcançado. O TCE-AM está pronto para receber as auditorias, que acontecem a partir de julho do ano que vem. A equipe está preparada e recebeu bem a nova ferramenta”, destacou o diretor de Licitações e Contratos, Edirley Oliveira.

O diretor também agradeceu a confiança do presidente Mario de Mello; do conselheiro Júlio Pinheiro, que esteve acompanhando a equipe da Atricon, e do secretário de Controle Externo, Jorge Lobo.

Dados observados

Durante a visita, os servidores da Corte de Contas amazonense receberam treinamentos para o uso do software, que possibilitará a contribuição de forma automatizada com o Marco de Medição de Desempenho (MMD), permitindo o acompanhamento dos índices de forma simultânea pela Atricon. Anteriormente feito em planilhas, em formatos de questionários, o processo passará a ser totalmente eletrônico, dando mais segurança, confiabilidade e praticidade.

Foram repassados, ao software, 499 critérios que eram analisados por meio de planilha. De todos os critérios, foi encontrada apenas uma falha pelo sistema automatizado. Além da análise dos dados, a equipe do TCE-AM pôde sugerir três melhorias na programação do software, que serão analisadas pela equipe da Atricon.

Os índices do MMD servem para a socialização de boas práticas entre os Tribunais de Contas do país, onde, por meio do compartilhamento de experiências, são incorporadas as ações realizadas por Tribunais de outros estados. O planejamento é bienal, com um ano voltado à avaliação dos resultados obtidos, e outro para aplicação das metas estabelecidas.

Participaram da comitiva o conselheiro Sebastião Carlos Ranna, do TCE-ES, conselheiro Edilson de Sousa Silva, TCE-RO, e conselheiro substituto Jaylson Fabiahn Campelo. Também veio ao Amazonas a equipe técnica de apoio, com os auditores José Luciano, do TCE-PB, Luiz Genédio Jorge, do TCE-DF, e Risodalva Beata de Castro, do TCE-MT; além do chefe da Divisão de Orçamento, Juscelino Vieira, e do secretário de Tecnologia Hugo Viana, ambos do TCE-RO; e das assessoras Paula Palma Fontes e Amanda Agustinho, do TCE-MT. Estiveram presentes, também, os servidores do TCE-AM Julio Alan, Danielle Oliveira, Hudson Santos e Arleson dos Anjos, além das servidores do Ministério Público de Contas, Danielle Cerejo e Janaína Botelho.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Close