Susam retoma programa de cirurgias no HPS da Zona Norte

O Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte (HPS Zona Norte) retomou, nesta sexta-feira, 17, o programa de cirurgias eletivas. A volta dos procedimentos está sendo possível em função da prorrogação, por mais 30 dias, pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), do contrato emergencial com o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), vencido no último dia 13.

Sete pacientes que estavam pré-agendados passaram por cirurgias – quatro de vesícula e três de hérnia, nesta sexta-feira. A meta para esta nova fase do contrato é realizar entre 15 e 16 cirurgias por dia e um total de 437 procedimentos que serão feitos nos 30 dias de prorrogação do contrato. Os pacientes são encaminhados pelo Sistema de Regulação e parte deles já passou por exames pré-operatórios estando apta a realizar os procedimentos.

Nesta sexta-feira, antes da retomada das cirurgias, o secretário Estadual de Saúde, o médico Francisco Deodato Guimarães, visitou a unidade e reuniu-se com a direção e corpo técnico para falar sobre as decisões tomadas pela atual gestão da Susam em relação aos contratos mantidos com o Imed.

Ficou acordado que neste primeiro momento o hospital vai dispor, além da estrutura do pronto-socorro e do centro de diagnóstico, de 56 leitos de enfermaria que serão usados pelos pacientes submetidos às cirurgias e outros 56 leitos de retaguarda, para dar apoio aos prontos-socorros da capital na área de clínica médica.

“Estamos aqui dando seguimento às tratativas que a Susam está fazendo com todos os seus contratados. E, no caso aqui, temos uma OS (Organização Social) que tem um contrato de gestão e outro para realização de cirurgia. Esse contrato foi revisto e, a partir de hoje, estamos iniciando, na prática, em cima de uma revisão de metas e valores, por mais 30 dias. E também está em discussão o processo de funcionamento da unidade”, disse o secretário.

Além do contrato emergencial para cirurgias, iniciado em agosto com vigência de três meses e prorrogado por mais um, a Susam mantém com o Imed um contrato de gestão com fins de prestação de serviços de assistência hospitalar para os prontos-socorros infantil e adulto e para o Centro de Diagnóstico, cuja vigência vai até dezembro e cuja prorrogação está em fase de negociação.

“Estamos ainda em fase de avaliação, discussão e revisão desse contrato, que também, como os outros, encontramos com cinco meses de atraso. É óbvio que há uma preocupação dos profissionais que trabalham aqui porque este contrato estava nessa condição há cinco meses. Mas nós esperamos que num processo de diálogo e definição de metas de governo a gente vá recolocando e dando normalidade ao sistema de saúde do Estado do Amazonas”, afirmou o secretário.

Em condições – De acordo com o diretor administrativo do HPS Zona Norte, Edson Martins, o hospital está preparado para realizar os serviços. “Estamos reiniciando cirurgias, com uma meta de 437, sendo 85% pedra na vesícula e hérnia. O hospital está pronto, o centro cirúrgico também. Hoje, estamos com sete cirurgias; segunda mais sete e, partir de terça, a gente pretende acelerar o número de cirurgias. Os leitos de internações também estão aptos a receber os pacientes. O Hospital está pronto para receber os pacientes de Manaus que vierem a utilizar nossos serviços”, afirmou o diretor.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close