SPA e Maternidade Chapot Prevost completa 13 anos com avanços e melhorias no atendimento

Assistência elogiada faz com que pacientes de fora da Colônia Antônio Aleixo procurem atendimento na unidade

O Serviço de Pronto Atendimento (SPA) e Maternidade Chapot Prevost, unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), comemora, nesta quarta-feira (27/04), 13 anos com a atual configuração e celebra os resultados da ampliação dos leitos e da melhoria dos serviços para a comunidade. Localizada no bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste de Manaus, a unidade de saúde é destaque pelo atendimento ágil e humanizado, sendo procurada por pacientes de outros bairros e comunidades.

A unidade surgiu a partir da antiga Maternidade Isabel Nogueira. Fechada em 1992 para reforma, no espaço foram construídos um hospital e um bloco destinado à maternidade, atendendo as mulheres do bairro, passando a ser o Hospital e Maternidade Chapot Prevost. A partir de uma revitalização realizada em 2009, pelo Governo do Amazonas, a unidade passou a funcionar como SPA, hospital e maternidade, aperfeiçoando a assistência ofertada aos moradores do bairro e seu entorno.

Em 2019, o atendimento hospitalar na unidade foi desativado, para ampliação da assistência materno-infantil, quando aumentou de 15 para 43 o número de leitos obstétricos e a capacidade de partos, além de equipamentos e outros investimentos para readequar os espaços. Hoje, a população do bairro conta com a assistência do Hospital Geral Dr. Geraldo da Rocha, também localizado no Colônia Antônio Aleixo.

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM

A diretora Sandra Lúcia, que atua na unidade desde o ano 2000, destacou que, ao longo dos anos, o SPA e Maternidade vem evoluindo e oferecendo um serviço elogiado e procurado pela comunidade.

“A reforma que nós tivemos aqui na unidade foi a construção do SPA. Junto com a construção do SPA nós tivemos a ampliação e a melhora na qualidade da maternidade. A nossa demanda sempre foi muito grande em virtude do acolhimento, da unidade ser uma unidade não tão grande. Então, a gente tem um atendimento muito acolhedor, humanizado. Nós temos um laboratório, em que os equipamentos são bastante ágeis, são rápidos com o resultado do exame”, ressaltou a diretora.

Ao longo dos anos e com as diferentes configurações de funcionamento, o Chapot Prevost nunca deixou de fazer parte do cotidiano dos moradores da Colônia Antônio Aleixo, devido à distância do centro urbano da capital, e teve um papel importante nos cuidados com a saúde da comunidade.

Daniel Ferreira mora há mais de 40 anos no bairro e contou como a unidade de saúde esteve presente em sua vida. Desde 2011, ele trabalha como agente administrativo no SPA e Maternidade. “Eu cresci na comunidade, acompanho a evolução dessa unidade já há bastante tempo. Tivemos atendimentos aqui até da minha própria família, com a unidade anterior, e depois com a implementação do Serviço de Pronto Atendimento. Eu, muitas vezes, também já fui atendido antes de ser funcionário aqui”, conta.

Daniel aponta que a Colônia Antônio Aleixo é um bairro distante dos grandes centros urbanos de Manaus, e os moradores têm a necessidade de ter um serviço completo no atendimento, de excelência. “A gente vê pessoas vindo de outras unidades, de outros bairros, de outras zonas de Manaus para serem atendidas aqui, justamente por conhecerem a qualidade do serviço prestado aqui no Chapot Prevost”, disse o servidor público.

A estudante Adria Ribeira, de 23 anos, deu à luz o pequeno José Ravilho, no dia 16 deste mês, e destacou a sua experiência na unidade. Moradora do bairro São José, a jovem optou por realizar o parto do segundo filho na maternidade por indicação de uma amiga, que compartilhou a experiência e o acolhimento que recebeu na unidade, algo que Adria experimentou e comprovou.

“Minha experiência foi ótima, fui superatendida, todo o cuidado comigo, com a criança foi maravilhoso. Fiz todos os exames, tudo ok, tudo perfeito. A gente viu que aqui é muito bom, a localidade é bem tranquila, tudo limpinho, bem organizado. Que venham para cá porque aqui é muito bom. Aqui tudo é de primeira, eles atendem a gente com carinho, com todo cuidado”, disse a puérpera.

Entre as ações recentes realizadas na unidade estão a implantação dos núcleos de apoio à saúde da família, de segurança do paciente e de investigação de morte materna. Além da implantação da ouvidoria, reforma da sala de raio-X para a futura instalação do aparelho digital, que facilitará o acesso ao resultado dos exames solicitados aos pacientes do SPA. Em andamento, está a certificação da unidade como Hospital Amigo da Criança (IHAC) e a reestruturação do posto de coleta de leite humano.

Para garantir o acesso de qualidade às mulheres durante a gravidez e diminuir as chances de morbidade e mortalidade materna e perinatal, a maternidade trabalha com a implantação do serviço de Acolhimento e Classificação de Risco (A&CR) em obstetrícia, instrumento de humanização ao atendimento, que visa estabelecer mudanças na forma de atendimento das gestantes sendo capaz de acolher e garantir a ela um melhor acesso aos serviços da maternidade.

A maternidade realiza também a visita de vinculação, no qual toda gestante assistida pelo SUS pode conhecer previamente à maternidade na qual será realizado seu parto ou na qual ela será atendida nos casos de intercorrência pré-natal.

Related Articles

Check Also

Close
Close