SES-AM reforça compromisso com a transparência em reunião com órgãos de controle

ideoconferência ocorreu nesta quinta-feira (21/01) para explanação das ações do Estado no enfrentamento à pandemia de Covid-19

O secretário de Estado de Saúde (SES-AM), Anoar Samad, participou de uma videoconferência com representantes dos órgãos de controle nesta quinta-feira (21/01) para explanar as ações adotadas pelo Estado no enfrentamento à pandemia de Covid-19 e reforçar o compromisso do Governo do Amazonas com a transparência.

A equipe técnica da SES-AM e da Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) compôs a mesa de reunião e esclareceu as dúvidas das autoridades em relação à capacidade instalada no Estado do Amazonas para atender pacientes diagnosticados com Covid-19 e outras síndromes gripais.

Também participaram da reunião a procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Michèle Corbi, do Ministério Público Federal (MPF); a promotora pública Cláudia Câmara, do Ministério Público do Amazonas (MP-AM); e representantes da Defensoria Pública da União (DPU).

O secretário Anoar Samad informou que a SES-AM segue aprimorando a coleta e divulgação dos dados referentes às internações e disponibilidade de leitos clínicos e de UTI na rede estadual para que o painel de monitoramento, atualizado e disponível à população, apresente dados cada vez mais fidedignos durante esse período de aumento no número de casos de Covid-19.

“O planejamento para Covid-19 sempre existiu, estamos preparados em relação ao número de leitos. O que nós estamos observando é que a variante Ômicron, extremamente transmissível, não está se comportando como o que nós conhecemos por Covid e, por isso, estamos reorganizando e ampliando a alimentação dos dados para esse monitoramento”, afirmou Anoar.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, reforçou a necessidade de incentivar a população a manter o esquema vacinal completo contra a Covid-19. O Estado mantém o compromisso de apoiar a vacinação nos municípios do interior do Amazonas.

“Estamos aguardando o levantamento das necessidades apontadas pelas secretarias municipais de saúde para que o Governo do Estado possa apoiar, pois sabemos que muitos municípios enfrentam dificuldades, principalmente logísticas”, contou Tatyana Amorim.

Leitos de retaguarda – O Governo do Amazonas mantém requisitados 81 leitos clínicos e 22 leitos de UTI do Hospital de Combate à Covid-19 Nilton Lins, desde 25 de janeiro de 2021. Caso haja aumento da taxa de ocupação nos demais hospitais da rede pública estadual, a unidade será reativada para recebimento dos pacientes, conforme Plano de Contingência Estadual.

Em parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), unidade federal administrada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), o Governo ampliou a disponibilização de leitos para casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). São 74 leitos que estão à disposição da rede pública, sendo 54 clínicos e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que já recebem pacientes desde a última semana.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close