Seminf e Defesa Civil de Manaus elaboram plano de contingência para o período de chuvas

18.01.2013 . CADASTRAMENTO - FOTO. ALTEMAR ALCANTARA.SEMCOM.6488
Fotos: Altemar Alcantara

Com a chegada do período chuvoso, a Prefeitura de Manaus elaborou um plano de contingência para evitar, ao máximo, o surgimento de ocorrências como deslizamentos e alagações na cidade. Nesta fase, as ações são desenvolvidas por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e Defesa Civil de Manaus.

Para início dos trabalhos, chefes dos distritos de obras de todas as zonas da cidade relacionaram as áreas de risco e os pontos críticos que precisam de atenção redobrada no período de inverno amazônico.

Entre as ações preventivas que necessitam de intervenções rápidas durante o inverno amazônico, estão a desobstrução e implantação de tampas nos bueiros, dragagem de igarapés e a construção de rip rap e de pontes.

Os distritos de obras dos bairros Alvorada, Coroado e Jorge Teixeira apresentaram como prioridades serviços de limpeza, dragagem e desobstrução para melhorar o escoamento de águas da chuva nas áreas próximas ao Igarapé Águas Servidas, do Igarapé do Mindu, da Jibóia, da Rua 31 de Maio, do Picolezeiro, da Rua das Tulipas e do Gavião.

A Divisão Distrital do bairro São José relatou três bairros com maior número de vias comprometidas por alagações ou erosões. São eles: Zumbi, São José e Armando Mendes. No bairro Zumbi, as vias Padre Marcelino, São Cristovão, Sete de Abril, Chico Mendes, São Paulo, Nestor Paz e Marcelo Santos apresentam riscos de erosões. No bairro São José, as ruas Careiro, Janauacá, Iranduba, Castanho, Tarumã, Varre Vento e a Comunidade Baixada da Alegria estão propícias a alagações. Já no Armando Mendes, as vias J, K, L, M, N e a Travessa Israel Bastos apresentam riscos de erosão. Para evitar maiores prejuízos no Armando Mendes, trabalhos de infraestrutura serão realizados também nas vias O, P, Q, R, Caloi, Oriente, CCE, Moto Honda.

O bairro que apresentou o maior número de vias com áreas de risco foi a Colônia Terra Nova, na zona Norte. Dividido entre as comunidades Assis, Santa Marta, Rio Piorini, Jesus me Deu e América do Sul, o bairro contabiliza, pelo menos, 11 vias com áreas críticas que precisam de maior atenção. Entre elas estão: Rua das Pedreiras, Avenida Chico Mendes, Travessa Tangarás e Sabiá, Rua Manancial e Venezuela.

Com o levantamento pronto, equipes do distrito de obras do bairro Colônia Antônio Aleixo vão trabalhar nas vias Padre Mario, Alameda Cosme Ferreira, Pista da Raquete, Princesa Diana, Jesus Me Deu, Estrela do Mar e Avenida dos Oitis, localizadas nos bairros Grande Vitória, Comunidade Bela Vista, Nova Vitória, Conjunto Cidadão IX e Puraquequara, respectivamente.

Nos bairros Nova Cidade, Santa Etelvina e Monte das Oliveiras, administrados pelo distrito de obras do Santa Etelvina, as ruas que vão receber serviços de contingência serão: Rua 59, 202, 210, Havana, Marcia Tavares, Isaias Filho, Avenida Amazonino Mendes, Rua Jorge Teixeira, Louro Tachi, Acaiaca, Rua H.

A prefeitura também realizará obras como a recuperação das escadas da Rua Preciosa, no Jorge Teixeira, e da Rua Juruá, no Novo Reino 1. Três pontes serão construídas (Rua Rio Juruá, no bairro Novo Reino 2, Rua Curió, no bairro Gilberto Mestrinho, e Rua Gilberto Mestrinho, no  Mauazinho 2) e cinco pontes serão reformadas nos bairros Alvorada,  Nova Esperança, Petrópolis, Flores e Cidade Nova.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close