Saúde realiza capacitação para apresentar novo inseticida para combate ao mosquito da dengue

Capacitação iniciou na segunda (02/05) e segue até esta terça-feira (03/05) na FVS-RCP

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), encerra, nesta terça-feira (03/05), uma capacitação com os agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) e da fundação sobre um novo inseticida para controle do mosquito transmissor da dengue. A capacitação iniciou na segunda-feira (02/05).

Denominado Fludora, o novo inseticida é usado para controle químico residual de populações adultas de Aedes aegypti em pontos estratégicos. Na capacitação, também foi apresentado o equipamento pulverizador (IK Vector Control), usado para o controle de vetores e vírus transmissores de doenças como a malária, dengue, doença de Chagas, chikungunya, leishmaniose e febre amarela.

O evento conta com palestras técnicas da Bayer, empresa multinacional que desenvolve produtos para controle de vetores na áreas da saúde e agricultura, além da Matabi do Brasil, empresa de comercialização de pulverizadores manuais.

Segundo a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o novo inseticida fortalece as ações de controle vetorial para a redução dos potenciais focos de proliferação do Aedes aegypti, reduzindo a transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya.\

“Estamos apresentando os novos itens que passam a integrar as ações de controle vetorial da Vigilância Ambiental com o objetivo de que sejam obtidas, cada vez mais, reduções dos casos dos agravos no Amazonas. Estamos aguardando a previsão de envio do novo inseticida pelo Ministério da Saúde. Já o novo equipamento foi distribuído aos municípios”, destaca Tatyana.

A gerente de Doenças de Transmissão Vetorial da FVS-RCP, Luzia Mustafa, destaca que as ações devem se concentrar nos pontos estratégicos de focos de dengue já mapeados, devido à concentração de mosquitos ser maior. “A gente precisa realizar o tratamento perifocal nos criadouros do Aedes aegypti para diminuir a densidade de mosquitos em Manaus”, ressalta Luzia.

O equipamento IK Vector Control é um dos mais recentes pulverizadores certificados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para controle de vetores. O técnico da Matabi do Brasil, Arturo Magallo, enfatiza que o uso de ferramentas adequadas no controle de vetores garante eficiência e segurança aos moradores dos locais onde serão aplicadas inseticidas.

“Esse equipamento tem várias vantagens em relação a peso e regulador de pressão para evitar subdosagens e superdosagens nas superfícies absorventes e não absorventes. Essa ferramenta está integrada dentro do manejo e controle de vetores”, ressalta Arturo.

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, o que inclui a coordenação das ações estratégicas para controle das doenças transmitidas por vetores, como malária, dengue, chikungunya, zika, febre amarela, doença de Chagas e leishmaniose.

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. O contato telefônico da FVS-RCP é o (92) 3182-8510.

Related Articles

Check Also

Close
Close