Representantes do Comitê Estadual de Resposta Rápida para Coronavírus seguem para Tabatinga neste domingo (02/02)

Representantes do Comitê Interinstitucional de Gestão de Emergência em Saúde Pública para Resposta Rápida aos Vírus Respiratórios, com ênfase no Novo Coronavírus (2019-nCoV), desembarcam neste domingo (02/02) em Tabatinga, distante 1.110 quilômetros da capital amazonense. A ida do grupo faz parte do planejamento estratégico de alinhamento de ações de prevenção e controle de forma integrada entre a vigilância e assistência à saúde.

O grupo é composto por técnico da vigilância sanitária, epidemiologia e laboratorial da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e dois infectologistas da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado. A equipe permanece no município até terça-feira (04/02).

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, informa que todas as secretarias municipais em saúde receberam notas técnicas orientativas para o enfrentamento do Novo Coronavírus, mas a vigilância em Tabatinga, por ser fronteira, deve ser reforçada.

“O Alto Solimões é uma região de intenso fluxo de pessoas na fronteira, e isso precisa ser monitorado com estratégias mais específicas. A programação inclui atualizações com a equipe local do hospital e laboratório. O grupo técnico também participa nesta segunda-feira (03/02) com representantes da área da saúde de Peru, Colômbia e Venezuela”, revelou.

Rosemary destaca que o Coronavírus é uma preocupação mundial, e devido a isso há também uma enorme colaboração entre os países. “Como nós, os representantes dos países fronteiriços também estão atentos a esse novo cenário epidemiológico. Hoje, a nossa melhor ação é a vigilância ativa para casos suspeitos. Quanto mais rápida a identificação, menor o impacto para os países”, avaliou.

Nacional – Até o momento, o Brasil tem 12 casos suspeitos sendo investigados, conforme o Ministério da Saúde (MS). No Amazonas, não há notificação de casos suspeitos.

Formação do comitê – Instituído pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e pela FVS, por determinação do governador Wilson Lima, o Comitê Estadual conta ainda com representantes da FMT-HVD, Secretaria Municipal de Manaus (Semsa-Manaus), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Superintendência Regional do Ministério da Saúde, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar, SAMU e HPS Delphina Aziz.

A implantação do Comitê tem como objetivo a execução coordenada de ações de prevenção e controle de epidemias por síndromes gripais nas redes de saúde pública e privada de atenção básica e especializada da capital e do interior, visando a agilidade na execução das ações de notificação, registro, investigação, manejo e adoção de medidas preventivas, previstos no Plano estadual de vigilância de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e Síndrome Gripal (SG).

Adicionalmente, o Comitê atuará na preparação de respostas rápidas a uma possível ocorrência de casos de Novo Coronavírus, aplicando orientações do MS definidas por protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Medidas de prevenção – A FVS-AM informa que a rede de saúde se encontra abastecida com o antiviral indicado para o tratamento da influenza. O Ministério da Saúde recomenda que ele seja ministrado até 48h após o início dos sintomas.

A FVS-AM também alerta à população para o aumento esperado de casos de síndromes respiratórias nos primeiros meses do ano, e reforça as medidas de prevenção e controle, como por exemplo, a lavagem frequente das mãos com água e sabão, o uso de álcool gel a 70%, evitar contato com pessoas gripadas e lugares aglomerados, etiqueta da tosse (evitando-se tossir diretamente nas mãos, e sim na curva interna do braço), uso de lenços descartáveis, uso de máscaras, repouso adequado, boa hidratação, alimentação equilibrada, entre outras.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close