Pupunha, o fruto tem sabor agradável e um alto valor nutritivo

A pupunheira vem sendo explorada com sucesso, pois adapta-se com facilidade às mais diversas condições climáticas. As condições ambientais ideais  encontram-se nos climas quentes e úmidos, com temperatura média acima de 22° C e abundância de chuvas (acima de 2.000 mm anuais), bem distribuídas ao longo do ano. Para desenvolver-se bem, a planta exige solos bem drenados, de fertilidade de média a alta, pH próximo ao neutro (7,0) e com textura média ou leve. Apesar de a pupunheira necessitar de muita água, não tolera solos encharcados, que limita o seu cultivo. Nos solos ácidos e de baixa fertilidade, desde que devidamente corrigidos e adubados, a pupunheira apresenta bom crescimento.

Nome popular: Pupunha

Família: Arecaceae

Nome científico: Bactris gasipaes Kunth

Descrição: A planta pode chegar a 20m de altura. A origem é controversa, mas a distribuição geográfica estende-se de Honduras até Bolívia e Brasil. É encontrada por toda região Amazônica, parte do nordeste Brasileiro, norte da América do Sul e América Central.

Habitat: É cultivada em terras firmes em escala doméstica ou comercial. Os frutos ocorrem entre dezembro a março e entre safras especialmente de agosto a outubro.

Usos: Consomem-se os frutos cozidos e na forma de farinha, cremes, molhos, bolos, panquecas, bolachas e macarrão. O fruto fornece um óleo com potencial econômico. Da pupunheira, quando jovem, aproveita-se o palmito, com a vantagem do não escurecimento, de qualidade e sabor superiores ao palmito tradicional.

Curiosidades: A variabilidade genética está refletida nos diferentes tamanhos da planta, cores e tamanhos dos frutos e constituintes nutricionais. O formato dos frutos varia entre ovóide  a cônico e a cor da casca é verde quando imaturos e de amarelo claro ao vermelho escuro quando maduros. O INPA mantém um banco de germoplasma com coletas realizadas e toda a região Amazônica.

Fonte:INPA/floradaamazônianobosquedaciência

Por/Shirlene Macedo

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com
Close