Programas sociais de Wilson Lima: Passe Livre, Prato Cheio e Auxílio, marcam sua gestão e ficam na história das famílias de Manaus e do AM

As ações do governo do Amazonas ganharam força na gestão do atual governador e de forma inédita, Wilson Lima criou programas que melhoraram a vida de milhares de famílias em Manaus

MANAUS – O candidato à reeleição Wilson Lima (União Brasil) possui três grandes aliados para sua reeleição, os programas sociais implantados em seu primeiro mandato foram fundamentais para melhorar a vida de milhares de famílias em Manaus: Prato Cheio, Passe Livre Estudantil e o pagamento de Auxílio Estadual que beneficia 156 mil famílias, permanecem como prioridade no Plano de Governo de Wilson Lima para o próximo mandato.

Foto: Diego Peres/Secom

As ações dos programas sociais do governo do Amazonas ganharam força na gestão do atual governador e de forma inédita, Wilson Lima, conseguiu tornar realidade um grande sonho da classe estudantil, o “Passe Livre Estudantil”, que garantiu gratuidade no transporte coletivo para alunos da rede pública Municipal e Estadual de Manaus.

Agora, em Manaus os alunos não pagam passagem de ônibus para ir e voltar da escola. Uma luta antiga dos estudantes, que passou por diversas gestões, e somente foi possível através de um convênio no valor de R$ 122,4, firmado entre o governador do Amazonas, Wilson Lima, e pelo prefeito de Manaus, David Almeida. Com isso, o atual governador Wilson assegurou ganhos para as empresas; em meio a uma crise financeira, econômica e de saúde, pois, os recursos subsidiam, também, parte do custeio do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis dos ônibus do transporte coletivo e demais gratuidades de interesse social. 

No combate à fome, Wilson Lima garantiu a segurança alimentar das famílias de Manaus, colocando comida no prato dos que mais necessitam, ampliando o número de restaurantes populares do “Prato Cheio” de sete para 18 na capital.

Foto: Bruno Zanardo/Secom

Com aplicação correta dos recursos no estado, o candidato à reeleição ao governo do Amazonas, conseguiu mais um fato histórico, levou “O Prato Cheio” para os municípios do Amazonas. Foram instaladas 26 unidades no interior do estado. Os investimentos em Manaus foram aplicados na inauguração de 11 novas unidades e na reforma das sete que já existiam.

O programa garante alimento com qualidade e quantidade suficiente para assegurar uma boa alimentação, com um cardápio variado contendo arroz, feijão, frutas, saladas, e proteínas que variam entre carne, frango e peixe, pagando um preço simbólico.

Atendendo em todas as zonas de Manaus, o “Prato Cheio” é dividido em dois serviços distintos: cozinha popular, servindo sopa gratuita; e restaurante popular, com refeições ao valor de R$ 1. Mais de 1,5 milhão de refeições e 2,9 milhões de litros de sopa já haviam sido servidas até julho deste ano.

Foto: Bruno Zanardo/ Secom

Os manauaras tem acesso ao alimento em toda a cidade de Manaus, foram inaugurados restaurantes nos bairros São José, Riacho Doce, Parque Mauá, Alvorada, Viver Melhor, Colônia Terra Nova, Braga Mendes, Coroado, Petrópolis, Aleixo e bairro da União.

Foto: Bruno Zanardo:Secom

Mais de 180 mil famílias que foram severamente afetadas pelas enchentes em Manaus, foram contempladas pelo Governo do Estado por meio dos programas de transferência de renda, e beneficiadas com recursos que ajudaram na recuperação financeira depois dos períodos de cheia, bem como após a pandemia de Covid-19.

Foto: Diego Peres/ Secom

As famílias foram amparadas pelo Governo do Estado, por meio do Auxílio Estadual provisório, 18.820 famílias de Manaus que receberam R$ 600 em três parcelas, uma injeção de R$ 11.292.000 na economia. O Auxílio Enchente alcançou 5.990 famílias da capital, que receberam R$ 300, um total de R$ 1.797.000 injetados na economia de Manaus.

O Auxílio Estadual permanente, programa que faz parte da política estadual de combate à fome, beneficiou na capital amazonense, 156.004 famílias com R$ 150 mensais. Injetando recursos na economia de Manaus. É o maior programa de transferência de renda da história do Amazonas

Foto: Diego Peres/Secom

Wilson Lima também fez investimentos em editais para a área social, que alcançaram R$ 13,3 milhões, contemplando projetos de 105 Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e beneficiando 14,3 mil pessoas diretamente; e 53,8 mil indiretamente. O Governo do Estado também pagou 14 emendas parlamentares para projetos de OSCs, totalizando R$ 959,7 mil.

Socorro Maia

Jornalista Profissional – MTB- 1370/AM – Mestranda em Administração MKT -Pós-Graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais, associada ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas, e na Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ, que defende a formação superior, o registro e a regulamentação da profissão do jornalista. É membro da ABRAJI- ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JORNALISMO INVESTIGATIVO e associada ao INTERCOM – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS INTERDICIPLINARES DA COMUNICAÇÃO.

Related Articles

Check Also

Close
Close