Produção de laranja em Presidente Figueiredo deve alcançar novos mercados consumidores

Mais de 50 famílias da comunidade do Paulista, zona rural do município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus), devem ampliar a comercialização de laranja e de demais frutos cítricos com o auxílio de um equipamento que limpa e classifica o fruto, conforme os tamanhos. O equipamento foi entregue nesta sexta-feira (27/04) pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para a Cooperativa Agroindustrial de Produtores do projeto do Uatumã.

Com investimento de R$ 98,5 mil, o maquinário e um grupo de gerador de 15 KVA devem reduzir em torno de 30% as perdas no custo final do produto junto ao mercado consumidor. Esse investimento faz parte do Termo de Fomento firmado entre o FPS e a cooperativa, que fornece boa parte da sua produção para o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) do município e de Manaus e feiras e mercado da capital. Em 2017, a produção de laranja girou em torno de 300 toneladas. Para o Preme, a produção de citros é feita em 110 hectares de terra.

“Nossas laranjas vão ter mais valor agregado e uma prospecção melhor de novos mercados. Com esses equipamentos, podemos ter uma laranja em melhores condições para venda, pois era o que faltava para ganharmos novos mercados ao oferecer uma laranja mais limpa para nossos consumidores”, disse o produtor rural da cooperativa, Ozéias Martins.

Incremento na renda e produção – Segundo o Instituto Desenvolvimento Agroflorestal e Sustentável do Amazonas (Idam), o cultivo de cupuaçu em Presidente Figueiredo é feito em 400 hectares e a da laranja em 120 hectares de terras cultiváveis. Para a presidente de honra do FPS, Mônica Mendes, esse investimento vai impulsionar a renda e a produção das famílias.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close