Procurador-Geral de Justiça conhece avanços do projeto do Anexo 2 que desmistificam polêmica

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante) apresentou, nesta quarta-feira (15/6), o projeto do anexo 2 da Casa legislativa ao Procurador-Geral de Justiça do Amazonas (PGJ-AM), Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior. David Reis explicou os avanços que o parlamento teria com o projeto, desmistificando a desinformação criada em torno do tema.

O Procurador-Geral de Justiça esteve no plenário da Câmara de Manaus assinando um termo de cooperação técnica que a partir de agora permite o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) a ter acesso aos cursos promovidos pelo EscolegisCMM, online e presenciais. O Programa educacional foi idealizado por David Reis e está em funcionamento desde dezembro de 2021, oferecendo 25 mil vagas gratuitas todos os meses.

“Os avanços com o anexo 2 seriam muitos, como padronização do tamanho dos gabinetes dos vereadores – hoje temos três tamanhos; espaço para comportar até 55 vereadores, permitido pela Constituição e que um dia Manaus terá; estacionamento, resolvendo um problema crônico da Câmara; restaurante; salão de eventos aberto à sociedade; entre outros ganhos”, destacou o presidente da CMM.

Custo menor

Além dos novos espaços, para funcionários, parlamentares e a população que frequenta diariamente a Câmara, David Reis também lembrou que a obra teria o custo de R$ 2,6 mil o metro quadrado, valor calculado pela tabela Sinapi, referência no País, inclusive utilizada pelo Governo Federal. “Vale lembrar que o anexo 1 da Câmara, construído há seis anos, teve custo de R$ 4 mil o metro quadrado”.

O anexo 2 da Câmara seria o primeiro prédio público construído de frente para o Rio Negro, admirado por turistas de todo mundo. No último andar, um restaurante panorâmico, que atenderia quem frequenta o dia a dia do parlamento, da mesma forma aberto à cidade. “Certamente, o espaço também se tornaria um ponto turístico”, acrescentou David Reis na conversa com o procurador Alberto Júnior.

Outro ganho que o anexo 2 proporcionaria seriam espaços para expansão de Departamento da Casa legislativa como o de Saúde, atualmente em área limitada no prédio-sede da CMM. Da mesma forma, a Câmara poderia expandir salas de aula da Escola do Legislativo, que atende servidores e a população em geral. Atualmente, a Escola do Legislativo Vereadora Léa Alencar Antony da CMM tem um laboratório de informática e uma sala de aula.

 

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close