Presidiários do AM dizem que pegaram “porrada” e querem direitos humanos

Segundo reportagem do Portal A Crítica, presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) dizem que foram agredidos dentro das instalações do presídio durante processo de revista interna no último dia 12. A denúncia foi feita por familiares de presidiários e endossada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM) na representatividade direcionada ao Grupo Permanente de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF).

De acordo com o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/AM, Epitácio da Silva Almeida, denúncias são realizadas desde o mês de janeiro.

Resposta

A assessoria de comunicação da Seap informou por meio de nota que está ciente somente da denúncia que ocorreu em revista na semana passada, no dia 12 de abril, no regime fechado do Compaj.

O secretário da Seap, coronel Cleitman Coelho, esteve hoje com o desembargador Sabino Marques para prestar esclarecimentos e que todos os procedimentos apuratórios estão sendo adotados pela secretaria para esclarecimento do fato ocorrido.

Ainda de acordo com a nota, durante a revista, a secretaria realizou a movimentação de internos, mudando detentos de pavilhões do Compaj e transferências de detentos para outras unidades, obedecendo os procedimentos de segurança. A Seap esclarece que todas as revistas em unidades prisionais são realizadas pela secretaria em parceria com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

 

 

Related Articles

Check Also

Close
Close