Prefeitura de Manaus amplia o telemonitoramento para identificar crianças em atraso vacinal

A Prefeitura de Manaus está mobilizando equipes de telemonitoramento para intensificar a busca ativa por crianças com atraso no calendário básico de vacinação. Durante o mês de agosto, o funcionamento da Gerência de Telessaúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) será estendido até os sábados para estimular a população a buscar as unidades participantes do “Sabadão da Saúde”.

A gerente de Telessaúde da Semsa, médica Jackeline Alves Galdino, informou que a medida irá contribuir com as ações da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação, iniciada na última segunda-feira, 8/8. Os operadores do Telessaúde realizam a busca ativa, desde maio deste ano, de crianças menores de 1 ano de idade em atraso vacinal.

“As nossas equipes, formadas por médicos e enfermeiros, realizam ligações telefônicas e enviam mensagens pelo WhatsApp para informar os pais sobre a situação vacinal de seu filho, obtida a partir de análise do PEC (Prontuário Eletrônico do Cidadão). No momento do nosso contato, iremos esclarecer quais unidades estarão abertas no sábado e eventuais dúvidas sobre a imunização”, disse a médica.

Os operadores do Telessaúde irão entrar em contato com as famílias das 8h às 12h no sábado. Durante a semana, eles seguem a rotina normal de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, alcançando também outros públicos com os serviços de telemonitoramento.

“Além de informar que a criança está com doses em atraso, os nossos médicos e enfermeiros esclarecem todas as dúvidas a respeito da vacina, porque a gente percebe que os usuários têm muitas e conseguimos obter um retorno positivo a partir desse contato”, ressaltou.

Fotos – Divulgação / Semsa

De acordo com a médica, os profissionais confirmam apenas dados pessoais dos usuários, como nome e data de nascimento, e informações de saúde. Dados bancários, senhas e outras informações não são solicitadas e não devem ser repassadas em hipótese alguma, conforme orienta a secretaria.

Jackeline também destacou que as crianças que estão com a caderneta de vacinação atualizada estão protegidas contra diversas doenças, como o tétano, coqueluche, sarampo e poliomielite, algumas já erradicadas no Brasil, mas que podem retornar ao País, caso a cobertura vacinal permaneça baixa.

Mutirão

Os “Sabadões da Saúde” estão sendo realizados pela Semsa durante o mês de agosto em cerca de 50 unidades, das 8h às 16h, e os endereços estão disponíveis no site da secretaria (semsa.manaus.am.gov.br) ou no link bit.ly/UnidadesSabadão.

O objetivo da mega-ação é intensificar a multivacinação de crianças e adolescentes de até 14 anos de idade com esquema de imunização incompleto, oferecer serviços para pessoas com confirmação ou suspeita de hipertensão e diabetes, e realizar coleta de exame preventivo e pré-natal em mulheres.

Um levantamento do Departamento de Inteligência de Dados da Semsa aponta que 43 mil pessoas são consideradas prioritárias para o “Sabadão da Saúde”, por estarem em atraso com um dos acompanhamentos.

Machado Edson

REDAÇÃO PORTALDOAMAZONAS.COM (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close