Prédio da Câmara passa por sanitização para eliminar microrganismos e prevenir doenças

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) já adota todas providências necessárias para o retorno das atividades presenciais, cuja data deve ser definida em votação pelos vereadores na próxima semana. Entre as ações desenvolvidas nesse sentido, nesta terça-feira (9), foi feito um processo de sanitização no ambiente interno e externo da Casa Legislativa.

A sanitização é um conjunto de procedimentos higiênico-sanitários que visa garantir a limpeza de superfícies, equipamentos e ambientes, evitando a recontaminação de ambientes, produtos e superfícies.

Mesmo após a limpeza diária, que faz parte da rotina diária na Câmara, o ambiente ainda pode conter fungos, bactérias e ácaros. A presença desses microorganismos é mais frequente em locais com grande circulação de pessoas, como é o caso da sede do Poder Legislativo Municipal. Devido ao alto risco de contágio pelo novo coronavírus nesse momento, é preciso recorrer ao processo de sanitização, que elimina microrganismos nocivos e previne a proliferação de doenças.

O serviço foi feito em todas as salas e ambientes da Câmara e deve ser feito com frequência na CMM, nos próximos meses, para dar segurança aos servidores que retornarão com as atividades presenciais.

Para o retorno das atividades presenciais, o presidente da Casa Legislativa, vereador Joelson Silva (Patriota), determinou que fosse elaborado um plano estratégico, contendo todas os procedimentos de que deverão ser adotados tanto administrativamente, quando pelos servidores, para evitar a proliferação da Covid-19.

“Já fizemos a sanitização do prédio, adquirimos termômetros digitais de testa, disponibilizamos álcool em gel, para que os servidores possam fazer a higienização das mãos, entre outras ações. Iremos seguir o plano estratégico elaborado pelo setor médico da Câmara, com a colaboração dos vereadores Ewerton Wanderley (DEM), Marcelo Serafim (PSB) e Isaac Tayah (DC), para que todos possam se manter com saúde”, explica Joelson Silva.

O plano também prevê que os servidores só poderão entrar e permanecer no prédio usando máscaras de proteção individual, respeitar a distância mínima entre as pessoas, lavar as mãos com água e sabão com frequencia, entre outras.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close