Polícia Federal encontra corpos em área indicada pelo suspeito

Por: Socorro Maia . Manaus-AM socorromaia@portaldoamazonas.com

Na coletiva na noite desta quarta-feira (15) o Superintendente Regional da Polícia Federal, Eduardo Alexandre Fontes, confirmou, que foram encontrados na comunidade indígena do Vale do Javari, localizado no município de Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros de Manaus), remanescentes humanos enterrados exatamente na área de busca indicadas pelos suspeitos envolvidos no desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.

“Ontem à noite, o primeiro preso no final da noite resolveu confessar a prática criminosa. Ele narra com detalhes e aponta o local onde havia enterrado os corpos. Saímos cedo ao local e lá houve demora porque realizamos a reconstituição do crime. Depois fomos ao local onde ele disse que havia enterrado os corpos e onde havia afundado a embarcação”, declarou o delegado.

Foto: Comunicação Social Superintendência Regional de Polícia Federal no Amazonas

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, publicou mais cedo em suas redes sociais que “remanescentes humanos” foram encontrados no local, onde estavam sendo feitas as escavações.

Acabo de ser informado pela Polícia Federal que ‘remanescentes humanos foram encontrados no local, onde estavam sendo feitas as escavações’. Eles serão submetidos à perícia. Ainda hoje, os responsáveis pelas investigações farão uma entrevista coletiva em Manaus”, publicou o ministro.

 

As investigações foram realizadas com uma força-tarefa composta pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Polícia Militar do Amazonas (PMAM), juntamente com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), coordenada pelo secretário Carlos Alberto Mansur, Polícia Federal (PF).
Foto: Divulgação/PC-AM

O Superintendente da Polícia Federal (PF) afirmou que a identificação dos restos humanos será realizada  no Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília, os remanescentes serão enviados nesta quinta-feira (16). As investigações continuam, Eduardo acrescentou que novas prisões podem ocorrer a qualquer momento.

Questionado sobre a embarcação, ele declarou que foram colocados sacos dentro da embarcação para que afundasse. A polícia já sabe onde está o barco e estão providenciando o deslocamento para a pericia.

 

Tags

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close