PF diz que Bruno Pereira e Dom Phillips foram mortos com tiros na cabeça e no tórax

Por: Socorro Maia . Manaus - AM socorromaia@portaldoamazonas.com

 

De acordo com o laudo de peritos da Polícia Federal o jornalista inglês Dom Phillips e o indigenista Bruno Araújo Pereira, foram mortos a tiros, com munição de caça que dispara projéteis múltiplos, denominados de balins, um único tiro pode causar várias perfurações provocadas por pequenas esferas de chumbo.

O Comitê de Crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, (OPERAÇÃO JAVARI) informou em nota oficial que conclusão da análise do exame médico-legal, apontam que a morte Bruno Araújo foi causada por dois tiros no tórax/abdômen e um outro tiro na cabeça.

A análise da causa da morte do Jornalista Dom Phillips indica que ele levou um tiro no tórax. A perícia Estadual sendo realizada no Instituto Nacional de Criminalística (INC), a confirmação foi feita com base no exame de Odontologia Legal (arcada dentária).

Imagem: TV Brasil

Até o momento há 3 suspeitos presos pela morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e outras 5 pessoas já foram identificadas por terem participado da ocultação dos cadáveres.

As investigações continuam no sentido de esclarecer todas as circunstâncias, os motivos e os envolvidos no caso.

Os trabalhos dos peritos do Instituto Nacional de Criminalística continuam em andamento para completa identificação dos remanescentes humanos.

VEJA  A ÍNTEGRA DA NOTA OFICIAL DA POLÍCIA FEDERAL / AM

OPERAÇÃO JAVARI – Nota Oficial 2a Edição – O Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que os remanescentes do Sr. Bruno Pereira fazem parte do material que passa por perícia no Instituto Nacional de Criminalística (INC). A confirmação foi feita com base no exame de Odontologia Legal (arcada dentária).

Na noite de ontem, 18/06/2022, foi confirmada a identificação de remanescentes do Sr. Dom Phillips por exame papiloscópico (impressões digitais), em complementação a identificação prévia por odontologia legal, combinada com antropologia forense.

Não existem indicativos da presença de outros indivíduos em meio ao material que passa por exames.
O exame médico-legal, realizado pelos peritos da PF, indica que a morte do Sr. Dom Phillips foi causada por traumatismo toracoabdominal por disparo de arma de fogo com munição típica de caça, com múltiplos balins, ocasionando lesões principalmente sediadas na região abdominal e torácica (1 tiro).

A morte do Sr. Bruno Pereira foi causada por traumatismo toracoabdominal e craniano por disparos de arma de fogo com munição típica de caça, com múltiplos balins, que ocasionaram lesões sediadas no tórax/abdômen (2 tiros) e face/crânio (1 tiro).

Os trabalhos dos peritos do Instituto Nacional de Criminalística, nos próximos dias, serão concentrados nos exames de Genética Forense, Antropologia Forense e métodos complementares de Medicina Legal, para identificação completa dos remanescentes e compreensão da dinâmica dos eventos.

 

 

 

Tags

Related Articles

Check Also

Close
Close