Petroleiros falam sobre reflexos da crise na Petrobras que afetam colaboradores do AM

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) concedeu Cessão de Tempo aos representantes do Sindicato dos Petroleiros no Estado durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira (11). O espaço, cedido por iniciativa dos deputados estaduais Alessandra Campêlo (PCdoB) e José Ricardo (PT), foi utilizado pelo coordenador do sindicato da categoria, Acácio Viana Carneiro, que discorreu sobre a crise por que passa a Petrobras e os reflexos vivenciados por seus colaboradores no Estado.

DSC8603

O sindicalista lembrou o fato de que a Petrobras no Amazonas gera cerca de 35% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)  local e alertou para a necessidade de modernização da Refinaria de Manaus (Reman) para que a mesma passe a atender as normas do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). Segundo ele, a refinaria também se encontra com o quadro de trabalhadores reduzido.

Iremos lutar até o fim para não permitir que a refinaria, ao não ser modernizada, transforme-se num terminal e deixe de gerar emprego no nosso Amazonas, porque entendemos que ela tem sim que crescer cada vez mais e com o plano de investimento que a Petrobras faz hoje não dá pra pensar que a refinaria vai ser modernizada, então a gente pede apoio nessa luta”, afirmou.

_DSC8596

Acácio Viana Carneiro também falou sobre a preocupação com a situação dos trabalhadores contratados, que no Amazonas são cerca de 10 mil profissionais. O sindicalista disse ainda que uma das lutas da Federação Única dos Petroleiros é que a Petrobras volte a ser 100% estatal e convidou os deputados estaduais e a população do Amazonas para participarem de um ato público em defesa da empresa que irá acontecer na próxima sexta-feira (13), às 15h, na Praça da Polícia, Centro de Manaus.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close