Pacto pela Educação é apresentado na Câmara durante Cessão de Tempo

CMM

Representantes do Pacto pela Educação para o Desenvolvimento da Liderança Sustentável no Amazonas apresentaram, nesta terça-feira (13), aos vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) as propostas da iniciativa que tem entre as finalidades promover convergência de ações governamentais, empresariais, acadêmicas, científicas e tecnológicas para o trabalho e suas dinâmicas.

A ação, que também teve objetivo de pedir apoio à Casa Legislativa na divulgação e incorporação do Pacto, ocorreu durante Cessão de Tempo, por solicitação da vereadora, professora Therezinha Ruiz (DEM), que destacou a importância do modelo de governança.

Ao ressaltar que um dos maiores propósitos do Pacto é a preparação técnica da mão de obra jovem para desenvolver atividades, principalmente, no Distrito Industrial, Therezinha Ruiz destacou também, que um dos principais motivos da iniciativa é interferir positivamente com projetos e encaminhamentos na educação desde a base educacional até o nível médio. A parlamentar deixou claro que o Pacto pela Educação é um movimento de iniciativa das instituições privadas com a preocupação de formar mão de obra local qualificada, evitando trazer profissionais de fora, e não uma iniciativa de governo.

“Nesse momento estamos estruturando os comitês com planejamento para que possamos por meio da Comissão de Educação, e outras comissões da Casa apoiar projetos para modificar a estrutura profissional e de formação em Manaus”, reforçou a vereadora, que disse ainda, que o Pacto tem propostas de mudança na grade curricular na educação infantil e ensino fundamental, como o aproveitamento de matérias-primas da região e repassar conteúdos para a prática local. Todas as propostas serão ouvidas em Audiência Pública, solicitada pela parlamentar durante a apresentação.

Entre outras finalidades do movimento, apresentadas pela coordenadora do Pacto pela Educação, Kátia Andrade, estão: a iniciativa de articular os fundamentos e as estratégias das propostas e das praticas, que disputam espaço no campo do desenvolvimento econômico no Estado do Amazonas. Além de buscar distinguir tendências, propor mecanismos e estratégias que anulem aspectos excludentes da produção e da utilização de fatores locais para o desenvolvimento.

Coordenadora do Pacto pela Educação, Kátia Andrade, ao lado do vereador Joãozinho Miranda, fez a apresentação do movimento aos vereadores – FOTO: Robervaldo Rocha – DIRCOM/CMM
O Pacto, como disse a coordenadora, se consolida numa construção coletiva, com representantes de importantes atores sociais do Amazonas, e já congrega mais de 30 instituições alinhadas com os princípios da iniciativa. Além disso, o modelo de governança está fundamentado no conceito da ‘hélice tríplice’ (Governo, Indústria e Academia), com seis focos temáticos: educação; desenvolvimento profissional; políticas públicas; legislação; pesquisa; inovação e mercado de trabalho, estruturado em comitês setoriais: comércio e serviços, produção rural e academia.

Ainda durante a divulgação, Kátia apresentou um vídeo que mostrou a missão, visão e objetivos do Pacto pela Educação, entre os objetivos estão: promover aproximação das instituições acadêmicas ao ambiente empresarial; identificar e apontar as necessidades atuais e futuras como forma de contribuir para o direcionamento das ações das unidades formadoras e desenvolvedoras do capital humano; contribuir para o aprimoramento contínuo do corpo docente, visando aproximação Academia-Mercado, entre outros.

“Viemos apresentar e requerer parcerias para execução dos projetos do Pacto Educacional e manter a educação como uma pauta permanente”, acrescentou Kátia.

Apoio

A iniciativa recebeu apoio dos parlamentares, entre os quais, Mário Frota (PSDB), Fabrício Lima (SDD) e Mitoso (PSD) que disse que a educação é o pilar para o desenvolvimento do País. “Enquanto não tivermos uma educação de qualidade não vamos avançar. Todo e qualquer movimento para avançar a discussão na educação terá nosso apoio”, disse o vereador.

Também estiveram presentes os membros do movimento: o coordenador de Ciências Econômicas do Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas , Samuel Appenzeller; a pró-diretora acadêmica da Faculdade La Salle, Jussara Lummertz; a representante do Sesi, Adriana Teixeira; o presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Roberto Chagas; Elizabeth Lins do Instituto Federal do Amazonas (Ifam); Silvana Aquino da empresa Yamaha; José Wilson da Moto Honda e a diretora-geral do Centro Literatus (CEL), Amanda Estalt.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close