Nos primeiros quatro dias após a inauguração, UPA da Cidade Nova já ajuda a desafogar atendimento no HPS Platão Araujo

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h José Rodrigues, na Cidade Nova, zona norte, inaugurada pelo Governo do Amazonas na última terça-feira (23/10), já está contribuindo para desafogar o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, na avenida Grande Circular, zona leste. Entre terça e sexta-feira, a UPA José Rodrigues realizou 306 atendimentos, que já produziram efeitos sobre a quantidade de pessoas que procuraram o pronto-socorro vizinho, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Susam).

Na última sexta-feira (26/08), por exemplo, foram atendidas na emergência do Platão Araújo 536 pessoas, enquanto na sexta-feira da semana anterior, antes da inauguração da UPA, deram entrada na unidade 674 pessoas, uma diferença de 138 atendimentos.  A redução entre uma sexta-feira e a outra foi de 20%. “A gente já sente a diferença, sobretudo, no atendimento ambulatorial (aquele que não é de urgência), que caiu bastante”, comemora a diretora do Platão Araújo, Eliane Silva do Nascimento.

O secretário estadual de Saúde, Orestes Guimarães de Melo Filho, ressalta que a redução nos atendimentos do Platão já era esperada e a tendência é cair ainda mais. “Calculamos que com entrada em operação da UPA José Rodrigues, o número de atendimentos no Platão cairia entre 20% a 30%. Portanto, esse percentual de 20% de redução logo nos primeiros quatro dias, ainda vai aumentar, uma vez que as pessoas ainda não estão acostumadas a usar os serviços da UPA José Rodrigues”, disse Orestes.

O secretário observa que o tipo de atendimento da UPA 24h é diferenciado dos prontos-socorros, por ser para urgências de menor complexidade. “Com o direcionamento desse público para a UPA 24h, o pronto-socorro, que é para os casos mais graves, como acidentes de trânsito, ferimentos por arma de fogo e arma branca e outros traumas graves, fica menos sobrecarregado, podendo oferecer um atendimento de melhor qualidade”, disse.

A diretora da UPA 24h José Rodrigues, Neylane Macedo, afirma que a unidade é voltada para atender a população nas urgências intermediárias. O perfil da UPA é de atendimento com clínico geral, pediatria e as pequenas cirurgias e suturas. “O paciente é atendido, estabilizado e, se melhorar nas primeiras 24 horas, tem alta. Caso não evolua, é encaminhado para os serviços de referência hospitalar”.

Segundo ela, a maioria dos atendimentos nos primeiros dias da unidade foi de clínica médica, ou seja, atendimento ambulatorial. “Essas pessoas, certamente, iriam para o pronto-socorro e lá não é o lugar ideal para esse atendimento que, além da UPA, pode também ser buscado na Unidade Básica de Saúde (UBS), próxima de casa ou nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs)”, aconselha.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close