Ministério das Cidades avalia como positivas ações sociais desenvolvidas pelo Governo do Amazonas no Residencial Viver Melhor

FOTO: HELLEN BALDINO/SUHAB-AM
FOTO: HELLEN BALDINO/SUHAB-AM

 

Na manhã desta quinta-feira, 8 de maio, uma equipe do Ministério das Cidades, formada por quatro membros, entre eles o representante da Universidade Federal de Santa Catarina, Delmar Gularte, avaliou como positivas as ações sociais desenvolvidas pelo Governo do Amazonas em parceria com o Governo Federal no Residencial Viver Melhor, que foi entregue há aproximadamente dois anos, e que possui um total de 8.895 moradias.

O trabalho social realizado com os moradores envolve diversos cursos, entre eles os de Meio Ambiente, Organização Comunitária, Educação Matrimonial, Geração de Renda, Educação para Saúde e, principalmente, Gestão Condominial, um dos mais procurados. A Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab-AM) informou que a meta é oferecer mil cursos, sendo que já foram ministrados 460 desde junho do ano passado.

“O interessante do trabalho social é a continuidade, pois a maior dificuldade é solucionarmos os problemas que vem pós-moradia, e o serviço social envolve tudo: reciclagem, ambiente, saúde, educação”, disse Gularte, que é responsável pelo desenvolvimento do curso nacional “Preparação do Trabalho Social dentro Minha Casa Minha Vida”. Gularte contou que o Ministério tomou o Residencial Viver Melhor como referência, tanto que capturou imagens para utilizar nas suas futuras vídeo-aulas nacionais.

A execução dos cursos conta o apoio da empresa terceirizada MP Assessoria e do Serviço Social da Suhab-AM, que sai a campo, de casa em casa, para convidar os mutuários para participarem das atividades desenvolvidas. Durante as ações são realizadas atividades lúdicas para as crianças que acompanham os pais e também são servidos lanches para os participantes.

A assistente social Gracilene Medeiros afirma que tal trabalho é parte fundamental para a conclusão de uma entrega da nova moradia. “As famílias vem de outra realidade e passam para uma construção verticalizada. Então, fazemos esse trabalho para que elas possam aprender a ter qualidade de vida na nova moradia e um novo estilo de vida”.

A moradora Erika Confins está muito feliz com os conhecimentos adquiridos durante as aulas. “É sempre bom fazer parte dos cursos e toda vez que posso, eu participo. Fiz o de Gestão Condominial, que é legal para sabermos mais como cuidar do nosso apartamento”, comentou.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close