Mesmo em crise SUFRAMA gasta R$ 3,1 milhões em publicidade local e nacional

Sem reunião do Conselho de Administração, desde agosto o CAS está sem aprovar nenhum projeto de ampliação, diversificação ou implantação em Manaus. Três reuniões deveriam ter acontecido, mas até o momento nenhuma foi realizada. Nos últimos 10 anos, nunca foi  “festejado”  o aniversário da Suframa, sem que tenha ocorrido as reunião do CAS, e principalmente em meio a uma grave crise econômica em que se encontra Superintendência da Zona Franca de Manaus.

foto-sede-da-suframa-g
Foto: Site Suframa

Os funcionários em busca de atualização de seus salários e melhores condições de estrutura para trabalhar , protestaram e chegaram a bloquear um trecho da BR-319, alegavam que não tinham cadeiras, mesas e computadores para executarem seus trabalhos diários. Com verba contigenciada pelo governo federal, a SUFRAMA trabalha em situação muito precária, sem condições de desenvolver projetos de desenvolvimento regional, e com um quadro de funcionários insatisfeitos com os seus salários, onde estão lutando por plano de cargos e carreira.

Essa crise que a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) está passando  atinge diretamente ao Estado do Amazonas, é espantoso observarmos publicidade de aniversário da Suframa, quase um mês, da data comemorativa aos 48 anos do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) – (28.02.2015), ainda sendo veiculando em mídias no Amazonas  e mídia nacional.

A agência responsável pela campanha publicitária é a Sacada Publicidade, e o valor global gasto na campanha de aniversario da SUFRAMA foi de R$ 3,1 milhões,sendo que mais de 97% deste recurso foi para veicularão, ficando o restante dividido entre produção e criação.

Captura de Tela 2015-03-23 às 10.19.45

As peças publicitárias estão sendo exibidas em vários veículos como: rádios, TVs, mídia exterior, jornais, blog’s, Manaus e em praças como São Paulo, Brasília e capitais das áreas de atuação da SUFRAMA.

De acordo com informações da coordenação  de Comunicação da Suframa a prioridade da campanha é estabelecida em conjunto entre a Agência de Publicidade e a Coordenação de Comunicação da SUFRAMA, que atua com o total aval do superintendente Gustavo Igrejas.

48-anos-da-Suframa-na-ALEAM-4
Manaus,AM 26/02/2015 – Sessao Especial em homenagem aos 48 anos da Zona Franca de Manaus, propositura do deputado Serafim Correa (PSB), presidida pelo deputado Josue Neto (PSD). Com a presenca do vice governador Henrique Oliveira (PROS), do superintendente da Suframa, Superintendente da Suframa Gustavo Adolfo Igrejas Filgueiras, do prefeito de Manaus Artur Virgilio Neto e demais autoridades.(Foto Alberto Cesar Araujo/Aleam)

Toda a planilha de planejamento de custo da campanha  de aniversário da Suframa  é informada com antecedência à Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom-PR), que analisa  os melhores preços, autorizando a devida aprovação do uso do recurso.

Para chegar a esse valor de R$ 3.1 milhões a coordenação de comunicação juntamente com a agência de publicidade Sacada, conscientes que estavam com pouco recurso em Caixa, buscaram os melhores preços, onde foi elaborado exaustivamente um processo de negociação de descontos junto aos veículos buscando o Custo x Benefício , ou seja, menor preço com maior alcance.

A campanha de aniversário da Suframa que foi no dia 28 de fevereiro e que ainda está sendo veiculando em todas as mídias local e nacional, foi elaborada na gestão do ex-superintendente Thomaz Nogueira e concluída na gestão do superintendente em exercício Gustavo Igrejas. Segundo a coordenação de Comunicação da SUFRAMA,tudo, foi  feito dentro dos limites repassados pela Secom.

19-07suframa-sede

Este é o grande problema do modelo atual, que a Suframa possui, por não ter autonomia financeira, são priorizados destaques  de milhões  do Governo Federal como a exemplo, para Publicidade e Propaganda, enquanto trabalha com seus recursos contigenciados, não resolvendo, a questão técnica e  estrutural da autarquia.

É importante ressaltar que a verba de publicidade que é a mesma nos últimos cinco anos, (isso mesmo, são gastos R$ 3,100 milhões a cinco com publicidade na Suframa), não podem ter outro fim,caso não seja utilizada, retorna para os cofres do Governo Federal. Com a autarquia em plena crise financeira e desordenada, seria bem mais prudente, e racional, o Governo Federal, já que não se disponibiliza a resolver definitivamente a questão SUFRAMA em Manaus, direcionar  esses milhões para saúde e educação, fazer propaganda da Suframa é tentar mostrar algo totalmente ilusório, é como mostrar um paciente na UTI – agonizando, e “tentar”  dizer para o país que está tudo bem.

 Por Daniel Manauara

PORTAL DO AMAZONAS.COM

REDAÇÃO- (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close