Josué Neto comemora liberação de R$ 2,1 milhões para produtores rurais de 12 municípios do AM

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, participou nesta segunda-feira (25), em Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), do evento em que o governador Wilson Lima assinou a liberação de R$ 2,1 milhões para mais de 400 produtores rurais de 12 municípios do Estado, em forma de subvenção econômica da juta e malva concedida pelo Governo do Amazonas, por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS).

“São recursos que auxiliam centenas de famílias que tem no cultivo da juta e da malva sua principal fonte de sustento”, comemorou o parlamentar.

Os valores são referentes às safras de 2015/2016 até 2018/2019. Além de juticultores de Codajás, também serão beneficiados produtores dos municípios de Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Nhamundá e Parintins.

O governador Wilson Lima assinou  a liberação dos recursos no evento que foi realizado na Escola Estadual Luiz Gonzaga de Souza Filho, no bairro Laguinho, em Codajás.

 

Fibras

 

A produção da fibra vegetal juta e da planta malva é uma das atividades de grande valor para a indústria têxtil. Cultivadas nas áreas de várzea, sem insumos químicos, elas representam uma alternativa ecológica para a confecção de embalagens, principalmente, na substituição das sacolas plásticas.

 

Subvenção

 

A Lei 2.611, de 4 de julho de 2000, regulamentada pelo Decreto 24.196, de 29 de abril de 2004, institui a concessão de subvenção (auxílio) econômica a produtores de juta e malva no estado, tendo como objetivo incentivar a produção dessas culturas. O processamento e a fiscalização das habilitações e dos pagamentos das subvenções são realizados pela Secretaria de Produção Rural (Sepror), por meio da ADS. Atualmente, o valor da subvenção é de R$ 0,40 por quilo produzido.

Close