Joelson Silva comemora anúncio de pavimentação dos primeiros quilômetros da BR-319

Defensor da Zona Franca de Manaus e dos benefícios que o modelo tem proporcionado para a preservação e autossustentabilidade da Floresta Amazônica, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (Patriota), comemorou o anúncio feito esta semana pelo governo Federal, sobre a pavimentação dos primeiros 52 quilômetros da BR-319. Na avaliação do parlamentar, a medida representa apenas o início de uma grande retomada para que a capital amazonense possa finalmente escoar produtos e insumos, em maior escala, para o Brasil e o mundo.

Prevista para começar o mais breve possível, segundo o Ministério da Infraestrutura, a obra será realizada entre os quilômetros 198 e 250 da rodovia, que liga os estados do Amazonas e Rondônia. A reconstrução vai garantir maior segurança e redução no tempo de viagem, além de facilitar o transporte a partir do estado do Amazonas.

Joelson Silva parabenizou o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), pela iniciativa, e reafirmou o apoio ao chefe da nação, que tem trabalhado para retomar a economia, na contramão dos prejuízos causados pela pandemia do novo coronavírus. Nesse contexto, o vereador ressaltou a importância da cidade de Manaus na geração de emprego e renda, no desenvolvimento tecnológico e na capacidade de ajudar o Estado do Amazonas a manter aproximadamente 96% da floresta nativa preservada.

“O anúncio dessa obra é muito importante, significa que vamos poder escoar nossa produção, também pela estrada. Agradeço ao presidente Bolsonaro pelo compromisso com o povo do Amazonas. Quem sabe, não vamos ser um grande centro de exportação para o mundo”, sugeriu o chefe do poder legislativo.

Mais obra

O edital para a contratação da empresa que ficará responsável pela pavimentação do lote C da BR-319, foi publicado pelo Ministério da Infraestrutura, no Diário Oficial da União da última quarta-feira (24).

Após anunciar a pavimentação dos primeiros 52 quilômetros, o governo Federal volta as atenções para os 402 quilômetros restantes da rodovia. O projeto e a licença ambiental já estão em fase de estudo, desde dezembro, de acordo com informações do próprio ministério.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close