Indicativo de Alessandra pede isenção de ICMS a policiais na compra de armas

Um indicativo apresentado pela deputada Alessandra (MDB) nesta terça-feira (8), propõe que policiais tenham isenção do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de armas de fogo e munições.

O benefício deve contemplar policiais civis e militares, bombeiros militares, forças armadas, policiais federais, policiais rodoviários federais e agentes penitenciários. Membros do Ministério Público, do Poder Judiciário e guardas civis municipais também estão entre os contemplados pelo indicativo.

De acordo com a parlamentar, essa é uma forma de assegurar a aquisição de armas de fogo de forma menos onerosa para aqueles que, devido à profissão, possuem porte de armas.

A arma de fogo é um dos dez produtos com maior carga tributária do país, chegando a mais de 70% sobre o valor do produto, e esses agentes públicos não detém qualquer benefício para a aquisição de sua arma com isenção tributária.

“A proposta é que policiais que necessitem de armamento para exercer a função, para sua proteção ou para backup, tenham isenção do ICMS na compra desses equipamentos. Tudo o que puder ser feito para facilitar o aprimoramento dos agentes da segurança pública, é importante. É uma forma de apoiar o trabalho dessas pessoas”, explicou.

Essa isenção já é concedida no estado do Rio Grande do Norte e do Rio de Janeiro. Alessandra afirmou, ainda, que a Secretaria do Estado de Fazenda (Sefaz) já realizou estudos e comprovou que a medida não trará impactos à economia do estado.

“Essa medida não vai afetar a arrecadação, mas para cada policial beneficiado é muito importante. Faço isso como policial civil e deputada comprometida com a segurança pública do estado”, disse.

Close