Governo do Estado inicia treinamento dos cadastradores que vão atuar nos estudos de implantação das novas intervenções do Prosamim

O Governo do Amazonas iniciou na terça-feira (11/02) uma apresentação do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) para os 30 cadastradores contratados que vão passar por treinamento para atuar nos estudos preliminares de viabilidade de obras de infraestrutura em Manaus e outros municípios amazonenses, previstos nas novas intervenções do Prosamim. O treinamento vai ocorrer neste mês de fevereiro e inclui as etapas de preparação da área para reassentamento, acompanhamento de obras de saneamento e pós-ocupação e monitoramento de Parques Residenciais.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

A capacitação dos cadastradores será realizada pela subcoordenadoria social da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), secretaria responsável pela execução, acompanhamento e fiscalização das intervenções do Prosamim. Esse trabalho faz parte da força-tarefa montada pelo Governo Estadual para o cumprimento das metas e prazos de conclusão do Prosamim III, bem como da fase preparatória e de estudos para uma nova etapa do programa em Manaus e outros municípios do estado.

“O Prosamim IV tem previsão de realizar intervenções em outras áreas na capital e no interior do estado e, para isso, necessita desse trabalho de levantamentos prévios, cadastros e estudos técnicos que nortearão a viabilidade das novas áreas de intervenções do programa”, afirmou a subcoordenadora do setor social do Prosamim, Viviane Dutra.

O coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, afirma que as futuras intervenções do Prosamim no estado, conforme anunciado pelo governador Wilson Lima, vão contar com a bagagem de experiência das boas práticas adquiridas ao longo desse anos.

“O Prosamim IV irá se utilizar de toda a experiência adquirida pelo programa em todos esses anos, inserindo a expertise adquirida em toda as ações de atendimento, buscando aprimorar cada vez mais não só as questões de abordagem, mas aprimorando as intervenções urbanísticas e de saneamento básico”, declarou.

Close