Governo do Amazonas faz entregas ao setor Social no município de Autazes

A iniciativa ofereceu emissão da 1ª e 2ª vias de RG

No aniversário de 66 anos de Autazes, o Governo do Amazonas realizou uma série de ações para o setor Social do município, nesta quinta-feira (03/03). Serviços como emissão de primeira e segunda vias do Registro Geral (RG), entrega das primeiras carteiras do projeto “CNH Social” e implementos agrícolas foram alguns dos benefícios que fizeram parte da programação de aniversário da cidade.

Por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), o Governo do Estado realizou a emissão de mil vias do RG. A iniciativa tem o objetivo de reforçar o compromisso do Estado no exercício da cidadania para a população do interior.

Os atendimentos aconteceram na Escola Estadual Maria Emília (GM3). O estudante Márcio da Silva Matos, 18, conseguiu solicitar a segunda via do RG em menos de uma hora.

“Muito legal, da parte do governo, botar de uma maneira bem fácil e acessível para as pessoas tirarem alguma documentação, o RG, primeira via e segunda via, porque muitas pessoas vieram aqui só para poder tirar isso”, afirmou.

Detran Social – Autazes foi o primeiro município do interior a entregar as primeiras carteiras de habilitação do projeto “CNH Social”, por meio do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). Ao todo, oito moradores do município foram beneficiados durante o evento, que também contou com uma aula inaugural do curso de legislação para outros 53 beneficiados do projeto.

Através do programa “Motociclista Legal”, o Governo do Estado também realizou a entrega de 100 kits de capacete e colete para os mototaxistas de Autazes.

Setor primário – Por meio do edital do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), o Governo do Estado realizou a entrega de equipamentos agrícolas para a Cooperativa dos Produtores da Região do Lago do Sampaio (Cooperasa), contemplada com o recurso de R$ 147 mil.

Com a aquisição de quatro triciclos, uma lâmina frontal agrícola e um arado subsolador, a entidade prevê aumento da produção, além da economia de cerca de R$ 3,6 mil com o pagamento de frete, em viagens para comercialização de produtos.

“Vai ajudar em tudo, porque no dia a dia isso é para transportar produtos da roça, para a casa de farinha, então muitos agricultores deixam [a produção] onde não dá para entrar com caminhão, com trator. Nós, agricultores, damos graças a Deus por estar recebendo isso, para nós é muito fundamental e gratificante”, ressaltou o presidente da Cooperasa, o agricultor Lucas Ferreira Borges.

Related Articles

Check Also

Close
Close