Festival da Amazônia foi tema de reportagem de Wolinski no Charlie Hebdo

image (1)

 

Em novembro de 2007, Georges Wolinski veio a Manaus como jurado do Amazonas Film Festival daquele ano. O mundo se despediu do gênio dos quadrinhos políticos e eróticos na quarta-feira (7), quando um atentado terrorista na sede do jornal satírico francês Charlie Hebdo matou 12 pessoas, entre elas Wolinski, com 80 anos.

Wolinski, era um mito dos quadrinhos. Influenciou dos nossos Henfil e Millôr até o insuspeito Mort Walker, o criador do Recruta Zero, passando por outros europeus como Magnus (codinome do italiano Roberto Raviola).

Quando esteve no Brasil em 2007, falou ao repórter e crítico do jornal O Estado de S.Paulo, Luiz Zanin.

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4538 contato@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close