FEI e Cetam iniciam curso de técnico de enfermagem para indígenas de Careiro da Várzea e Autazes

O curso, que tem duração de 18 meses, é voltado para indígenas de 14 aldeias

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI), em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), iniciou, nesta quinta-feira (11/11), o curso técnico de enfermagem na comunidade indígena Mura Aldeia Santo Antônio, no município de Careiro da Várzea (distante 25 quilômetros de Manaus).

Para o diretor-presidente da FEI, Edivaldo Munduruku, a realização de cursos como este é essencial e de grande importância para levar conhecimento aos povos indígenas.

FOTOS: Amaury Moraes/FEI

“Com o início deste curso, muito em breve teremos parentes capacitados para atender outros. Além disso, esperamos que possamos levar cursos profissionalizantes a outros municípios afastados da capital, para que também possam ser capacitados e inseridos no mercado profissional”, disse.

O curso profissionalizante foi solicitado em 2015 pela Organização de Lideranças Indígenas Mura de Careiro da Várzea (OLIMCV). Em razão desta demanda, a FEI e o Cetam se alinharam e puderam oferecer o curso, que tem duração de 18 meses, é voltado totalmente para indígenas de 14 aldeias de Careiro da Várzea e Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), que passaram por um processo seletivo para que pudessem iniciar as aulas.

A gestora acadêmica do Cetam de Careiro da Várzea, Mary Jane, explica a articulação feita pelos órgãos para que se pudesse levar o curso até a comunidade.

“Este é um curso técnico de enfermagem nível médio, onde foram contempladas 12 aldeias Muras do Careiro da Várzea e cinco de Autazes, que realizaram o processo seletivo e a partir daí o Cetam disponibilizou 40 vagas para os indígenas. Hoje iniciam as aulas que irão durar 18 meses, sendo adequadas aos indígenas, no período da manhã e à tarde, com matérias planejadas até em áreas medicinais”, finalizou.

Related Articles

Close