Fapeam participa da ExpoAmazônia Bio&Tic com exposição de programas e ações

Empresas apoiadas pelo Programa Centelha também apresentam ideias inovadoras

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) participa do evento “ExpoAmazônia Bio&Tic 2022: Economia Digital & Bioeconomia”, com exposição de importantes conquistas e avanços da ciência no Amazonas, fruto de investimentos do Governo do Estado ao longo de quase quatro anos. A exposição acontece no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, na avenida Constantino Nery, Flores.

No local, estão disponíveis para a população informações sobre os programas da Fapeam, sobre as ações e atividades da Fapeam, bem como sobre o Programas Centelha, Movimento Mulheres e Meninas na Ciência, perfil dos pesquisadores, Programa Ciência na Escola (PCE), resultados e balanço das ações, entre outros. A exposição teve início nesta quinta-feira (30/06) e segue até sábado (02/07).

A ExpoAmazônia Bio&Tic 2022 conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), do Centro de Biotecnologia (CBA), do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e da Associação do Polo Digital do Amazonas (APDM). O evento tem o objetivo discutir, integrar e consolidar os polos de bioeconomia da região Amazônica e alavancar os polos digitais na região, como duas matrizes econômicas viáveis e sustentáveis para a manutenção da Floresta e desenvolvimento econômico e social desses povos.

FOTOS: Érico Xavier/ Fapeam

Programa Centelha 

O Programa Centelha configura-se como um mecanismo importante para o fomento ao empreendedorismo inovador, visando preencher uma lacuna existente entre a concepção de ideias nas universidades e a aplicação da ciência e tecnologia gerada em soluções inovadoras para o mercado.

A primeira edição do Centelha iniciou em agosto de 2019. Os concorrentes passaram por três fases para seleção de propostas: ideias inovadoras, projeto de empreendimento e projeto de fomento. Trinta e cinco municípios do Amazonas participaram, foram enviadas 964 ideias e teve a aprovação final de 20 projetos, que foram transformados em empresas.

Liliane Valente, do Departamento de Acompanhamento e Avaliação (Deac) da Fapeam, destacou que o objetivo da Fundação na ExpoAmazônia Bio&Tic 2022 é apresentar informações sobre ações desenvolvidas pela Fapeam, apoiadas por meio de fomentos à pesquisa, iniciação científica, base tecnológica, além da apresentação do Programa Centelha.

“O Centelha é um programa que visa à criação de empresas que surgem a partir de ideias inovadoras. Na primeira edição, o programa contratou 20 empresas, dentre as quais, cinco foram selecionadas como case de sucesso que estão sendo expostas, a partir de hoje neste evento”, ressaltou.

A empresa Hattori Tech participa do evento, no estande da Fapeam, divulgando seus produtos e serviços que contam com recursos do Programa Centelha. A Hattori tem o objetivo de ajudar no desenvolvimento do ensino-aprendizagem para crianças com autismo, através do uso da realidade virtual nas salas de aula, o que permite a interação, aprendizagem diferenciada e adaptação do ensino, considerando as necessidades individuais.

A empresa utiliza tecnologias criadas para realidade virtual no formato de óculos com o Google Cardboard, criação de conteúdos com imagens e vídeos em 360º para o YouTube e interação com a plataforma Google Expeditions para tours virtuais. Atualmente, estuda o desenvolvimento de software na plataforma UNITY tanto para construção de sistema em realidade virtual, como também em realidade aumentada.

A responsável pela comunicação e marketing da Hattori, Gabriela Carvalho, destacou que o evento é oportuno para a exposição dos produtos e serviços, resultados do apoio da Fapeam. “O primeiro passo foi a abertura da empresa através do Centelha e, hoje, estamos consolidados no mercado em termos de tecnologia, inovação, educação e inclusão social”, observou.

A Fapeam segue na programação desta sexta-feira (1º/6), com a exposição da empresa Genômica Pesquisa e Desenvolvimento Experimental em Ciências Físicas e Naturais, coordenada pelos pesquisadores Elen Betlheen e David Silva.

Related Articles

Check Also

Close
Close