Fapeam acompanha e avalia projetos da primeira edição do Programa Centelha Amazonas

O Programa apoia e estimula a criação de empreendimentos inovadores e dissemina a cultura empreendedora no Amazonas

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) iniciou, nesta terça-feira (22/11), o 1º Seminário de Acompanhamento e Avaliação do Programa Centelha, referente ao edital nº 011/2019. O evento acontece de forma remota, por meio da plataforma Google Meet. Ao todo, nove projetos foram apresentados, e mais quatro estão previstos para amanhã (23/11).

O Seminário tem por objetivos conhecer os resultados parciais e finais dos produtos e/ou serviços desenvolvidos por projetos apoiados no âmbito da primeira edição do programa, verificar o cumprimento do cronograma de execução e propor, se necessário, eventuais ajustes metodológicos, além de debater os principais problemas identificados. 

A diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales Mendes Silva, destacou a importância do Programa Centelha para a geração de novas empresas de base tecnológica e para inovações, que atendam às demandas sociais e o desenvolvimento da cultura do empreendedorismo inovador, fortalecendo dessa forma os ecossistemas de inovação do país. 

“O Programa Centelha tem como característica estimular o empreendedorismo inovador e a geração de empresas de base tecnológica, além de fortalecer os ecossistemas de inovação do país. Acompanhar esses projetos e verificar o andamento deles é uma proposta da Fapeam para que as empresas apoiadas possam apresentar resultados consistentes e alinhar seus processos, quando necessário. Este Seminário tem essa função, portanto, é um orgulho chegarmos nesse momento de avaliação”, disse Márcia Perales. 

Metodologia

Cada coordenador apresenta um vídeo em formato de apresentação curta e direta (pitch), explicando os principais pontos, objetivo, público-alvo, registros de patente, impactos esperados e dificuldades encontradas em seu projeto.

As apresentações dos coordenadores são avaliadas por um grupo de seis especialistas, que compõem o Comitê Técnico do Programa Centelha, responsável por apresentar o parecer com a aprovação dos projetos.  

O comitê é constituído por membros representantes de quatro instituições, que são as responsáveis pela execução, financiamento e parceria dos editais: a Fapeam, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Secretária de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).  

Projetos expostos

Um dos projetos apoiados na primeira edição do programa Centelha e apresentado no evento de hoje foi o “Manart – Galeria Virtual”, coordenado pela designer Anna Lôyde.  

Na galeria, obras de artes são aplicadas em produtos exclusivos como camisetas, cadernetas, máscaras de proteção, canecas e acessórios.  

“Tradicional Farinha do Uarini com Sabores e Funções Inovadoras” é o título de outro projeto exposto na reunião de hoje. O projeto desenvolveu cinco novas receitas de farinha orgânica do tipo Uarini voltadas para celíacos e atletas. Os alimentos foram produzidos pela empresa do coordenador do projeto, o professor de matemática e empresário Jhony Azevedo.   

Os produtos desenvolvidos pela empresa de Jhony são as farinhas ovinha-magra enriquecida com farinha de maracujá; Uarini-ovinha com cúrcuma; Uarini-ovinha protein, enriquecida com hidrolisado protéico de peixe; uarini-castanha, rica em selênio; e farinha de rosca sem glúten. Todas são comercializadas prontas para consumo. 

Centelha

O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Amazonas. O programa oferece capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e Fundação Certi e, no Amazonas, é executada Fapeam.

Projetos expostos na manhã de hoje (22/11) 

–       Cards Mágicos abcD+ 

–       Manart – Galeria Virtual 

–       Saves Plataforma de Tecnologia para Saúde e Bem-Estar 

–       Tradicional Farinha do Uarini com Sabores e Funções Inovadoras 

Projetos expostos na tarde de hoje (22/11) 

–       Beneficiamento, valorização e comercialização do Pescado 

–       Norte Genômica 

–       Novo Conceito em Consumir Açaí 

–       Uso de MLC na Construção Civil 

–       Desenvolvimento de Adaptador de Sensores para APP Marai 

Projetos que serão expostos na manhã de quarta-feira (23/11)

–       MonitorOpinion: Monitoramento Online de Opiniões de Consumidores 

–       A Tecnologia a Favor do Gerenciamento Mineral/Ambiental 

–       Linha de Produção de Açaí Móvel e Itinerante 

–       Signal: Uma Plataforma Educacional Baseada em Tecnologias

Machado Edson

REDAÇÃO PORTALDOAMAZONAS.COM (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/danielmanauara@portaldoamazonas.com

Related Articles

Check Also

Close
Close