Ex-Secretária de Obras do AM foi presa por suspeita de ter desviado mais de 25 milhões

Segundo o Portal A Crítica, a ex-secretária de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Waldívia Ferreira Alencar, foi presa temporariamente na manhã desta quarta-feira (18) durante a Operação Concreto Armado, deflagrada pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) com apoio da Polícia Civil, com objetivo de combater um esquema de desvio de verbas e fraudes em licitações que subtraiu R$ 25 milhões de recursos públicos.

“Apurou-se a existência de diversas investigações a tramitarem no Tribunal de Contas do Estado e nos diversos setores do próprio Ministério Público noticiando a não execução de obras ou serviços e superfaturamentos de contratos e licitações em valores superiores a R$ 25 milhões, no período em que Waldívia Alecar era a secretária”, disse o MP, por meio de nota.

“As investigações apontam que Waldívia e familiares, em nome próprio e por intermédio de empresas, se tornaram proprietários de 23 imóveis espalhados em mais de um Estado brasileiro, a princípio avaliados em mais de R$ 11 milhões”. Entre os imóveis de alto valor estão duas casas no Condomínio Ephygênio Sales, um supermercado que ocupa um quarteirão, três flats de luxo para aluguel e cinco imóveis em Florianópolis (SC).

“Assim, as circunstâncias somadas às outras investigações que tramitam nos diversos órgãos de controle, a exemplo do Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público do Estado, trazem indícios da prática de lavagem de capitais e crimes contra a Administração Pública, executados sob a forma de organização criminosa, em prejuízo do Estado do Amazonas”, completou o MP-AM.

Related Articles

Check Also

Close
Close