“Eu não aceito ser colocada em jogo político” diz Daniela Assayag ao negar envolvimento do marido em compra de respiradores

A Secretária de Comunicação do Amazonas Daniela Assayag concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (01/07) no Centro Integrado De Comando e Controle (CICC ) e negou o envolvimento do esposo Luiz Carlos Avelino na compra dos 28 respiradores pelo governo do estado.

“Não vou deixar que utilizem a minha imagem contra o governo. Não quero entrar nesse jogo político. Estou fazendo coletiva para esclarecer que eu não aceito que utilizem o meu nome, a minha idoneidade, a minha história, para atingirem ao governo” iniciou desta forma a entrevista coletiva.

O nome da jornalista foi citado pelo ex- secretário de saúde, Rodrigo Tobias,  que foi ouvido pela CPI nessa segunda-feira (29),Daniela confirmou que participou da reunião, como esteve em inúmeras, como na Fundação de Vigilância  Saúde (FVS-AM), na Secretária de Saúde (Susam) e de várias outras participando de reuniões de gabinete de crise em hospitais como o 28 de Agosto, tão somente pelo fato de trabalhar com informação, ela precisa  saber para planejar e orientar a sua equipe de comunicação tanto de Jornalismo, quanto de Publicidade e Propaganda.

De acordo com a secretaria para divulgar as ações governamentais e principalmente no momento de pandemia ela precisava saber das informações de dentro das secretarias, qual o planejamento e o que estão fazendo, para que pudesse dar respostas mais rápidas as demandas que estavam sendo solicitadas.

Em seu pronunciamento ela atribui o uso de sua imagem porque sabem da sua história, idoneidade, honestidade e do trabalho que a jornalista tem ao logo dos 25 anos de profissão.

Com muita firmeza a secretaria disse que a acusação que foi feita hoje, o qual ela teria interesse nesta negociação é  mentirosa.

“Repito, é uma acusação mentirosa, a qual eu fico indignada, eu não fiz isso. Eu não fiz isso, repetiu várias vezes essa,  afirmação.

“Fui colocada de maneira absurda e descabida nesse jogo político.. Eu estou à frente Secretaria de Comunicação, mas não aceito esse jogo político”, afirmou.

Daniela nega o envolvimento do esposo na compra dos respiradores

A secretária de Comunicação negou que seu esposo Luiz Avelino Júnior, seja ou sócio da empresa, Sona Equipamentos, Assayag afirmou: “Ao meu marido foi oferecido para ele a compra dessa empresa em dezembro do ano passado. E ele iniciou uma negociação com uma das sócias, a que estava querendo sair da empresa, Renata. E ele chegou sim a assinar como interessado, eu tenho a cópia desse documento. O negócio não chegou a ser efetivado. Não é que ele tinha um contrato de gaveta e que não chegou a ser colocado o nome dele lá”.

Daniela afirmou  que o esposo fez  um contrato de interesse de compra e venda da empresa, e que nunca se efetivou. “Ele chegou a pagar a primeira prestação de compra, mas diante de tudo isso que aconteceu, sem saber que tava sendo feito a venda, ( os 28 respiradores) até porque a venda foi para o Estado não para terceiros, ele fez absolutamente o destrato imediatamente”, disse.

A jornalista disse  que está a disposição para falar à Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde (CPI), da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para prestar todos os esclarecimentos necessários.

 

 

PORTAL DO AMAZONAS.COM

Redação (92) 3877-4539 contato@portaldoamazonas.com / socorromaia@portaldoamazonas.com/
Close